HJ STOREBR - super banner topo
PAGSEGURO anúncio home
FUTURO DE SORTE

Já passou pela sua cabeça se tornar um corretor de imóveis?

Um guia prático sobre a profissão, além de dicas valiosas sobre o mercado imobiliário.

26/11/2019 10h17Atualizado há 1 semana
Por: Sandro Araújo

O crescente número de lançamentos imobiliários nos últimos anos veio acompanhado de uma demanda por profissionais capacitados nesse tipo de transação. Apesar da importância em saber o básico sobre esse mercado na hora de comprar ou alugar imóveis, deixar a cargo de alguém que realmente entende é sempre uma opção a ser considerada. 

Mas o que faz um corretor de imóveis?

O profissional trabalha diretamente na transição de empreendimentos imobiliários, sejam eles de compra e venda ou de aluguel em imobiliárias ou de forma autônoma. Uma vez designado por um potencial comprador, é ele o responsável por encontrar as melhores oportunidades do mercado de acordo com as restrições pré-estabelecidas pela pessoa. Trabalhando ao lado de quem vende, é de sua alçada prospectar possíveis compradores para o imóvel oferecido. O corretor pode, inclusive, abrir sua própria imobiliária ou ser um correspondente imobiliário filiado à Caixa Econômica Federal, um profissional habilitado a oferecer financiamentos para aqueles que desejam comprar um imóvel.

O que eu preciso saber para atuar como corretor de imóveis?

Profissão regulamentada há mais de 40 anos sob a alcunha de “Técnico em Transações Imobiliárias”, o futuro corretor precisa se formar na área imobiliária para habilitar o seu CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis). Essa formação pode acontecer de três maneiras diferentes – por meio de um Curso Técnico, com duração de um ano; investindo em um Curso Tecnológico e duração de 2 a 3 anos, uma base mais completa para os seus estudos; ou ainda com um Bacharelado em Ciências Imobiliárias, curso presencial de 4 anos e meio e com formação completa que vai muito além do mercado imobiliário, passando por disciplinas como Psicologia, História e Sociologia. 

Independente da modalidade de estudos que você deseja seguir, uma vez formado basta encaminhar-se ao CRECI da sua região e dar entrada no Pedido de Inscrição de Pessoa Física com os seguintes documentos: CPF, comprovante de residência, diploma do técnico ou do superior cursado, comprovante de conclusão do ensino médio, fotos 3x4, carteira de identidade além de um comprovante de pagamento de anuidade e da taxa expedida pelo próprio CRECI. O documento sai em um período entre 30 e 60 dias.

Vínculo com imobiliária ou corretagem autônoma?

Para quem está começando na área, é sempre bom ter um pouco de vivência ao lado de profissionais com alguns anos a mais de experiência. Entender melhor o mercado, o dia a dia de trabalho, além de técnicas na hora de negociar imóveis é imprescindível para o sucesso do corretor iniciante. Já o corretor autônomo obviamente responde somente a si mesmo, tendo liberdade para flexibilizar sua agenda além da responsabilidade de trabalhar em seu próprio portfólio de imóveis. Muitos profissionais que seguem o caminho mais liberal apostam em sites de corretores de imóveis autônomos para se destacar no mercado e aumentar suas chances de concluir negócios.

Uma profissão em alta para 2019, uma carreira como corretor de imóveis pode ser iniciada em qualquer etapa da vida e podem garantir fantásticos rendimentos aos profissionais mais empenhados.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.