PAGSEGURO anúncio home
VIOLÊNCIA

Homem decapita colega de trabalho e carrega cabeça da vítima pela rua

Crime ocorreu no fim de semana na cidade mineira de Frutal. Assassino tentou tirar a própria vida após o crime, mas foi impedido e detido pela PM

03/09/2019 10h34
Por: Sandro Araújo
Momento em que Mateus Henrique, apontado como autor do crime, é preso
Momento em que Mateus Henrique, apontado como autor do crime, é preso

Um crime bárbaro aterrorizou a população de Frutal, cidade do Triângulo Mineiro, no último sábado (31/8). Após matar um homem de 45 anos, o assassino, de 23, decapitou a vítima e ainda caminhou pelas ruas do município com a cabeça nas mãos. O autor do homicídio tentou tirar a própria vida, em seguida, mas foi impedido e detido pela Polícia Militar. Um terceiro homem, de 30 anos, se feriu no episódio. Segundo informações os três eram colegas de trabalho, funcionários do Matadouro Municipal de Frutal.

De acordo com o boletim de ocorrência, os militares foram acionados para o cruzamento das ruas Paul Harris com Chiquinho da Mata, onde encontraram Fernando Gomes Ferreira, de 45 anos, decapitado. Ele trabalhava como motorista do matadouro, e atuava na entrega de carnes na cidade. No local, os policiais receberam informações de que o autor do crime, Mateus Henrique Machado de Souza, de 23 anos, vigilante do matadouro, estaria em um local próximo, na Rua Professor Carlos Justino. O homem ferido foi identificado como Israel Nascimento Borges.

No endereço citado, eles encontraram Mateus ensanguentado, que estava com a cabeça da vítima do homicídio. Mateus tinha algumas lesões, o que motivou o acionamento do Corpo de Bombeiros. Como os militares dos bombeiros estavam em atendimento em outra cidade, o autor do assassinato foi socorrido pela PM ao Hospital Frei Gabriel. Os médicos constataram uma lesão na coluna cervical, outra nos membros superiores e mais uma no maxilar.

Israel, de 30 anos, que também ficou ferido e foi atendido no mesmo hospital, trabalha como entregador de carnes, junto com Fernando. Ele foi socorrido por populares e teve lesão abdominal. Segundo a PM, o autor do crime foi preso em flagrante, mas não pode ser apresentado à delegacia porque foi transferido para um hospital em Uberaba.

Discussão antes do crime

Tudo teria começado quando Fernando chamou Mateus e Israel para comemorar seu aniversário em uma chácara próxima. Os três teriam discutido e há informações de testemunhas de que Mateus chegou a ser agredido. Ele deixou o local e se dirigiu ao matadouro para trabalhar, mas os outros dois também foram até o matadouro. No pátio da prefeitura, que fica ao lado, nova confusão, mas dessa vez Mateus acertou Israel com uma faca bastante afiada, usada na manipulação das carnes.

Fernando também foi atingido e continuou discutindo com Mateus, momento em que teve a cabeça cortada com a mesma faca. Testemunhas disseram que Mateus saiu com a cabeça da vítima e andou por cerca de 100 metros até a casa de um outro funcionário do matadouro, onde desferiu golpes de faca contra ele mesmo, tentando se matar. A reportagem tentou contato com a Polícia Civil, mas ainda não conseguiu informações sobre as investigações preliminares do caso.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.