Dólar comercial R$ 5,37 -1.21%
Euro R$ 6,44 -1.33%
Peso Argentino R$ 0,06 -1.27%
Bitcoin R$ 323.056,81 -0.219%
Bovespa 119.564,44 pontos +1.57%
São Gonçalo Eleições 2020

Denúncia contra prefeito Tarcísio tem repercussão e seus eleitores rezam por improcedência

Evanildo Borges, Argolinha, 2º colocado nas Eleições Municipais 2020, move Ação de Impugnação de Mandato Eleitivo, alegando que "houve um esquema de compra de votos"

23/04/2021 15h57 Atualizada há 2 semanas
Por: São Gonçalo Agora
AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE MANDATO ELETIVO
AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE MANDATO ELETIVO

Continua ainda com grande repercussão as informações repassadas na coletiva de imprensa, realizada na manhã da última segunda-feira, 19, em Feira de Santana, onde o empresário Evanildo Borges, "Argolinha", com seus advogados, aparentaram à imprensa detalhes da denúncia de "compra de votos" - AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE MANDATO ELETIVO, em desfavor de Tarcísio Torres Pedreira, Tarcísio (solidariedade) eleito prefeito de São Gonçalo dos Campos.

O empresário Argolinha, (Avante) 2º colocado nas Eleições Municipais 2020, acusa o atual prefeito junto ao seu pai, o ex-deputado Targino Machado, de ter sido beneficiado por um esquema de "compra de votos", onde lideranças políticas foram aliciadas com o intuito de derrotar, dessa forma, seu principal concorrente nas eleições. O empresário.

Nesta segunda (19), áudios de conversa por aplicativo, entre o ex-deputado e a ex-primeira Dama, Stephanie Araújo, e que fazem parte do processo, juntamente com a íntegra da acusação foram disponibilizados à imprensa. 

De acordo com o documento, os Vereadores, André da Silva Oliveira, Vereador durante uma legislatura, de 2016 a 2020, Edvaldo Conceição Lima Pinheiro, Vereador por duas Legislaturas, durante os anos de 2012 a 2016 e 2016 a 2020 e Cláudio Barbosa Falcão, conhecido como “Cal de Lili”, Vereador por três legislaturas, durante os anos de 2004 a 2008, 2012 a 2016 e 2016 a
2020, afirmam que foram procurados pelo ex-deputado, para administrarem e arregimentarem compras de votos com o fim especifico de beneficiar a campanha eleitoral do seu filho, candidato ao cargo de Prefeito no pleito eleitoral de 2020 no Município de São Gonçalo dos Campos, pelo Partido Solidariedade, bem como o candidato a Vice Prefeito, Rafael Mendes e a Coligação “São Gonçalo Precisa de Você”.

Relatam que ocorreram diversas reuniões e encontros promovidos pelo ex-deputado e pai do Prefeito, todos destinados a captação ilícita de votos para beneficiar a candidatura do Sr. Tarcísio e o seu respectivo Vice. Uma dessas reuniões aconteceu na casa do ex-prefeito Carlos Germano, onde estavam presentes a sua esposa, uma das responsáveis pela captação ilícita dos votos, o ex-deputado cassado e alguns vereadores e candidatos: “Cal de Lili”, “Guebo”, “Val da Xavante”, “Platina”, Nonato, Adelmo, Sérgio de Guardino, Nita Rodrigues e Ana do Parque Viver.

Durante a referida reunião foi distribuído pelas próprias mãos do pai do Prefeito, eleito por força do abuso do poder econômico, aos presentes envelopes com o símbolo da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia e/ou posteriormente realizado depósitos ou transferências bancárias na quantia equivalente a R$30.000,00 (trinta mil reais) para captação ilícita de sufrágio.

Nesse contexto, o Sr. André, em 05 de novembro de 2020, afirma que foi depositado pelo assessor do pai do Prefeito, conhecido como “Leo de Florzinha”, o valor equivalente a R$30.000,00 (trinta mil reais) em sua conta bancária da Caixa Econômica Federal, identificada pelo no 22664-7 e Ag: 074, com o objetivo de contribuir para a captação ilícita de votos no próprio Município de São Gonçalo dos Campos, assim como nos Distritos de Mercês, Boa Hora, Jacaré, Magalhães, Murici, Santana São João de Brotas e nos povoados de Capim, Jenipapo, Moenda, Casadinha e Tapera, onde foi distribuído entre os eleitores os valores que variavam de R$100,00 (cem reais), R$ 150, 00 (cento e cinquenta reais) a R$ 200,00 (duzentos reais) bem como foi utilizado para a compra de cimentos e blocos.

Comprovação do deposito para compra ilícita de 30 mil

O Sr. Edvaldo Conceição Lima Pinheiro, no dia 07 de novembro de 2020, afirma que também recebeu R$30.000,00 (trinta mil reais) em espécie de “Leo de Florzinha” assessor do ex-deputado. Posteriormente, em 11 de novembro de 2020 foi transferido pelo mesmo assessor para a conta identificada pelo número: 723508-9 e Ag: 3026,- Banco Bradesco de titularidade da Companheira do Vereador “Cal de Lili” o valor de R$13.000,00 (treze mil reais) e no dia 12 de novembro de 2020 a quantia de R$17.000,00(dezessete mil reais) transferido pela Empresa HG Construções e Projetos Eireli.

Comprovação do deposito

Na denúncia, os Vereadores afirmam que o ex-deputado organizou, arregimentou toda compra de votos durante a campanha eleitoral e gestão de liderança no dia da eleição. Os valores eram distribuídos pessoalmente pelo ex-deputado cassado ou por seu assessor, conhecido como “Leo de Florzinha” e ainda, pela Sra. Stephanie Araújo, ex-primeira dama do Munícipio. Afirmam também que o ex-deputado cassado, além de organizar e controlar toda a compra de votos em benefício da campanha eleitoral do seu filho, o então Prefeito eleito, intermediou a desistência da candidatura do ex-prefeito do Município, convencendo a renunciar sua candidatura à reeleição em troca de favores e oferecimento de vantagens.

Stephanie Araújo, esposa do ex-prefeito Carlos Germano relatou, que seu esposo desistiu da candidatura à reeleição a pedido do ex-deputado cassado. Afirma ainda, que recebeu diversas mensagens e áudios enviados pelo WhatsApp através do número (75) 81565050 de propriedade do ex-deputado cassado e também recebeu visitas presenciais do Sr. Targino Machado e Vereadores em sua residência para organização, gestão, gerenciamento e estabelecimento de estratégias para a compra de votos em benéfico da campanha eleitoral do Sr. Tarcísio Pedreira.

Ouça: “[Targino Machado – 04/11/2020] Dê pressão para vocês irem pra lá. Outra coisa, não esqueça do compromisso que assumimos com Regis Tatuzinho de ir pagar ele...é o que eu prometi a ele, já tô levando hoje viu, viu? [...]”

Ouça: “[Targino Machado – 04/11/2020] “Stephanie, eu tô aqui com três envelopes pra você entregar a...é... a menina do Parque Viver, a Nita e a Carla Capoeira...viu...você tá indo pra casa agora? Vai estar em casa? Porque eu passaria e deixaria.”

 

 

No mesmo dia da conversa acima (04/11/2020), conforme a denúncia, o ex-deputado compareceu a residência da ex-primeira dama e entregou os envelopes timbrados com o símbolo da ALBA contendo valores de até R$ 30.000,00(trinta mil reais) destinados a compra de votos que foram entregues pessoalmente pela Sra. Stephanie a pedido do ex-deputado cassado a Ana do Parque Viver, Platina, Regis Tatuzinho, Augusto, Adelmo, Carla de Jorge Capoeira, Val da Xavante e Nita Rodrigues.

Para a parte acusatória, o Prefeito eleito tinha prévio conhecimento do oferecimento de benefícios e vantagens, uma vez que a sua anuência resta evidenciada na conversa entre seu pai e o ex-prefeito do Município transcrita acima, e ainda, o ex-deputado declarou diversas vezes durante as conversas com a Sra. Stephanie e seu esposo que “Tudo que eu acerto aqui, Tarcísio tem conhecimento”.

Após a primeira publicação referente a denúncia, no início do ano, o prefeito Tarcísio chegou a dizer que "não tinha conhecimento", agora como é público e notório todo caso, com mais detalhes da parte de acusação, a sociedade Sangonsalense ainda aguarda esclarecimentos por parte do gestor, que, diante das acusações, já não vem sendo mais visto com "bons olhos" por parte da população.

Leia a denúncia na íntegra

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias