LUDIMILLA DIA 09/10
PAGSEGURO anúncio home
APUREM MAIS O CASO

Acusado de assalto por motorista de Uber no Cabula pode estar preso injustamente

Familiares de Gabriel afirmam que o rapaz está depressivo e, a verdade é que o mesmo mais uma vez tentou o suicídio.

18/07/2019 21h09Atualizado há 3 meses
Por: Sandro Araújo

Fimiliares de Gabriel Silva Pinheiro, 18 anos, estão vivendo um grande drama com sua prisão na última segunda-feira, 16, sob a acusação de ter tentado assaltar um taxista, no bairro do Cabula, em Salvador.

Segundo informações do Boletim de Ocorrência (BO), registrado pelo motorista de Uber na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), Gabriel Pinheiro entrou no veículo como passageiro e logo em seguida abordou o motorista, que entrou em luta corporal com o criminoso e gritou por socorro no momento em que uma guarnição passava pelo local. Ainda segundo o B.O, Gabriel injetou uma seringa no pescoço e mordeu o braço do motorista.

O problema é que os familiares de Gabriel afirmam que o rapaz está depressivo e, a verdade é que o mesmo mais uma vez tentou o suicídio.

De acordo com Luciana mãe de Gabriel, o filho é deficiente auditivo se comunica através da linguagem de libras e além disso, está depressivo. Segundo a família o rapaz já tentou suicídio duas vezes, uma delas após ter se desentendido com sua avó. Até veneno de rato já tentou ingerir durante um surto. 

De acordo com um advogado que acompanha o caso, e conversou com Gabriel, ele solicitou o carro pelo aplicativo Uber e foi até Águas Claras afim de falar com uma amiga por nome Geisiane, no local a garota estava na companhia de um senhor que ele acreditava ser o pai dela, como não conseguiu falar com a garota, voltou no mesmo veículo e pediu para que o motorista parasse no Shopping M1, em seguida pediu para prosseguir a viagem até o Bella Vista. Nesse intervalo Gabriel tentou suicídio dentro do veículo, sendo que o motorista teria entendido que se tratava de uma tentativa de assalto, reagiu e entrou em luta corporal com seu cliente.

Gabriel já passou por uma audiência de custódia e continua preso. O caso está repercutindo bastante e é muito clara, como em qualquer caso, a necessidade de uma apuração minuciosa de todo os fatos. Em um vídeo onde o motorista aparece infamemente se referindo a Gabriel como "meliante" e narrado o fato, fica claro que uma pessoa em sã consciência não sai de casa com uma seringa para assaltar um motorista de aplicativo. E pior ainda, usar mordida como arma.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.