Natal Prime
nepotismo?

Senadores comentam indicação de filho de Bolsonaro para Embaixada dos EUA

"Tem que ser uma avaliação muito criteriosa por parte do presidente"

15/07/2019 14h29
Por: Sandro Araújo

A indicação ainda não foi confirmada. Mas o presidente Jair Bolsonaro admitiu a possibilidade de indicar um dos filhos para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos. O deputado Eduardo Bolsonaro, do PSL de São Paulo, que é o presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, declarou ter o apoio do chanceler Ernesto Araújo. A vaga em Washington está aberta desde abril. O senador Rogério Carvalho, do PT de Sergipe, criticou a possível indicação de Eduardo Bolsonaro. Ele lembrou que a representação brasileira nos Estados Unidos é uma das mais importantes, que sempre foi ocupada por embaixador de carreira do Itamaraty. Para Rogério Carvalho, a provável indicação do filho de Bolsonaro será a prática de nepotismo.

É a cara do nepotismo. É a cara de um governo que abre mão da qualidade dos nossos diplomatas bem formados com grande experiência, com grande capacidade de interlocução internacional para privilegiar o capricho da vontade do filho. O Brasil é um país, é uma República não é uma família real onde se define a partir dos membros.

O vice-líder do governo, senador Chico Rodrigues, do Democratas de Roraima, avalia que o deputado Eduardo Bolsonaro tem credenciais para ser embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

O deputado Eduardo Bolsonaro ele está no exercício do mandato de deputado federal. Foi o deputado federal mais bem votado da história do Brasil. Então, tem uma relação muito próxima com os Estados Unidos, com o próprio Presidente Trump. Tem que ser uma avaliação muito criteriosa por parte do presidente, mas não vejo nenhum entendimento nisso.

Se confirmada, a indicação de Eduardo Bolsonaro será submetida à Comissão de Relações Exteriores do Senado, onde ele será sabatinado, e depois votada pelo Plenário.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.