23°

Pancada de chuva

São Gonçalo dos Campos - BA

Geral Distrito Federal

Jardins Mangueiral ganha primeira escola pública

O setor habitacional terá, ainda em 2023, outras três unidades de ensino com um investimento total de R$ 37 milhões nas quatro obras

13/05/2022 às 19h40
Por: São Gonçalo Agora Fonte: Agência Brasília
Compartilhe:
Foto: Renato Alves/Agência Brasília
Foto: Renato Alves/Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal (GDF) deu início nesta sexta-feira (13) à construção da primeira escola pública do Jardins Mangueiral, no Jardim Botânico. Em solenidade em frente ao terreno de 5.876,73 m², localizado no lote 6 da Praça de Atividades 2, o governador Ibaneis Rocha assinou a ordem de serviço que autoriza a obra do Centro Educacional (CED) Mangueiral.

Com 3.914,09 m² de área construída em dois pavimentos, a unidade de ensino terá 18 salas de aula e capacidade para atender 1.320 estudantes do 6º ao 9º ano, em dois turnos. O prazo para conclusão e entrega da obra é setembro de 2023.

“As pessoas foram colocadas aqui sem a devida infraestrutura e oferta de equipamentos públicos. Mas já entregamos uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Estamos investindo em educação e na infraestrutura para que as pessoas possam se locomover de forma mais rápida e segura para o trabalho e para outras regiões da cidade”, informa o governador.

“As pessoas foram colocadas aqui sem a devida infraestrutura e oferta de equipamentos públicos. Mas já entregamos uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Estamos investindo em educação e na infraestrutura para que as pessoas possam se locomover de forma mais rápida e segura para o trabalho e para outras regiões da cidade”, destacou o Governador Ibaneis Rocha | Fotos: Renato Alves/Agência Brasília
“As pessoas foram colocadas aqui sem a devida infraestrutura e oferta de equipamentos públicos. Mas já entregamos uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Estamos investindo em educação e na infraestrutura para que as pessoas possam se locomover de forma mais rápida e segura para o trabalho e para outras regiões da cidade”, destacou o Governador Ibaneis Rocha | Fotos: Renato Alves/Agência Brasília

O projeto do CED Mangueiral prevê um auditório, uma sala de música, um grêmio estudantil, uma biblioteca, uma sala de artes plásticas, uma sala multiuso e outra multimídia. A estrutura terá ainda salas de apoio pedagógico, uma cozinha industrial com refeitório, vestiários e sanitários, salas administrativas, um pátio coberto e laboratórios.

Secretário-executivo de Educação, Isaías Aparecido diz que a pasta conta atualmente com 543 profissionais da rede pública de ensino que moram na região e precisam sair dela. “Nós teremos um ganho pedagógico, porque o nosso professor irá conhecer seu aluno dentro e fora da sala de aula, assim também os seus pais, com um acompanhamento contínuo.”

O valor estimado da obra é de R$ 11.963.826,74, sendo R$ 10.988.196,65 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e R$ 975.630,09 de recursos próprios da Secretaria de Educação.

Segundo o administrador regional do Jardim Botânico, Jânio Rodrigues, a chegada de uma escola pública no setor habitacional é aguardada há pelo menos dez anos, desde que os primeiros moradores chegaram e precisaram mandar seus filhos pelo transporte escolar para estudar longe de casa. “Isso é desenvolvimento, valorização da região e melhoria na qualidade de vida de quem vai poder estudar perto de casa ou trabalhar, no caso dos profissionais de educação que residem por aqui”, disse.

Mais três escolas vêm aí

Criado em 2012, o Jardins Mangueiral, então parte da região administrativa de São Sebastião, vai ganhar mais três escolas públicas em 2023. Já foram licitadas as obras do Centro de Ensino Fundamental (CEF) para alunos do 6º ao 9º ano e de uma Escola Classe, que vai do 1º ao 5º ano, com previsão de início das obras ainda em 2022. Além disso, está em processo de licitação a construção de um Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi) para atender crianças de 4 meses a 3 anos de idade.

Quando concluídas, estas três unidades terão capacidade para 2.428 estudantes da região, distribuídos em 44 salas de aula em 9.557,74 m² total de área construída. Nestes casos, o investimento previsto é de mais R$ 25.872.944,11.

Quem já começa a comemorar a chegada da primeira escola da região é o vigia Leandro Selva, 43 anos. Morador desde 2016, ele prevê a melhoria na qualidade de vida das duas filhas e da mulher, profissional de ensino que terá a chance de trabalhar perto de casa. “Sem contar a economia que teremos com combustível e tempo no deslocamento para uma escola no Jardim Botânico”, resume.

Assinatura das ordens de serviço para construção da primeira escola pública do Jardins Mangueiral e ampliação da coleta seletiva para mais seis RAs

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias