Segunda, 19 de Abril de 2021
75 98175-0580
Brasil Brasil

PF faz ação contra fraudes no auxílio emergencial na Bahia

Acusados usaram contas de terceiros para receber benefício. Agentes cumprem mandados de busca e apreensão no oeste do Estado

08/04/2021 08h27
Por: São Gonçalo Agora Fonte: R7
Agentes cumprem mandados de busca e apreensão na Bahia - (Foto: Divulgação)
Agentes cumprem mandados de busca e apreensão na Bahia - (Foto: Divulgação)

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (8), no oeste baiano, operação para combater fraudes no auxílio emergencial. Na ação, batizada de Última Barreira, agentes cumprem três mandados de busca e apreensão na cidade de Luís Eduardo Magalhães expedidos pela Justiça Federal. Também foi determinado o bloqueio de valores das contas dos investigados.

Conforme a PF, durante a investigação, que começou no ano passado, descobriu-se que suspeitos cadastraram no aplicativo Caixa Tem pelo menos de 45 contas em nome de terceiros para recebimento do benefício de forma fraudulenta. Na sequência, os acusadas transferiam os valores para contas vinculadas ao grupo ou emitiam boletos bancários.

Suspeitos cadastraram pelo menos 45 contas em nome de terceiros para receber o benefício
Suspeitos cadastraram pelo menos 45 contas em nome de terceiros para receber o benefício - (Foto: Divulgação)

O prejuízo calculado aos cofres públicos, até o momento, é de R$ 27 mil.

Os acusados responderão pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica e associação criminosa.

De acordo com a Polícia Federal, a operação é resultado da Estratégia Integrada contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial, da qual participam a PF, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, Caixa, Receita Federal, Controladoria Geral da União e o Tribunal de Contas da União.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias