LUDIMILLA DIA 09/10
PAGSEGURO anúncio home
Quadrilha

SSP e PF investigam há 2 anos grupo desmontado no Nordeste

"Mais uma demonstração de união das polícias estadual e federal da Bahia", diz coronel

29/05/2019 17h04
Por: Sandro Araújo
Fonte: SSP/BA

A quadrilha desmontada no Nordeste de Amaralina, em duas ações de forças de segurança estaduais, vinham sendo investigadas há dois anos pela Secretaria da Segurança Pública e Polícia Federal. No final da manhã desta quarta-feira (29), os dez traficantes foram apresentados para imprensa, no auditório do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba.

Entre os capturados destacam-se Alex de Oliveira Santos, o 'Arraia', 21 anos, e João Paulo Souza Santos, o 'JP', 22. A dupla lidera a organização criminosa que atua com comércio de entorpecentes, homicídios, roubos e corrupção de menores, na localidade da Sucupira, no bairro da Santa Cruz.

"Mais uma demonstração de união das polícias estadual e federal da Bahia. Preservamos as vidas e tiramos das ruas, mesmo que momentaneamente, dez criminosos", destacou o comandante de Operações da PM, coronel Humberto Sturaro.

Além de Arraia e JP, na primeira ocorrência, no período da tarde foram também presos Lucas dos Santos, o 'Amoeba', 20, André Caique Pereira Bispo Santana, 21, e Wesly Machado Soares, 21. O primeiro quinteto foi autuado por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Na sequência, onde ocorreu o segundo flagrante com reféns, foram capturados Fábio de Souza Costa, o 'Binho', 34,Mateus Santos Silva, 24,Jônatas Silva da Cruz Cerqueira Santos, 18, Renilson dos Santos Puridade, 2, e Gabriel Oliveira de Alcântara, 30. O segundo grupo responderá por porte ilegal de arma, resistência, cárcere privado e tráfico de drogas.

"Importante ressaltar as ações sigilosas e precisas da PF e da Superintendência de Inteligência da SSP. Desarticulamos mais uma quadrilha no Nordeste e o trabalho continua", disse o titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), delegado Odair Carneiro, responsável também por investigações contra homicidas do Nordeste de Amaralina.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.