26°

Pancada de chuva

São Gonçalo dos Campos - BA

Segurança Ceará

Alunos do curso de formação da Pefoce recebem aulas de fotografia forense na Aesp

A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp) realiza, desde o último dia 17, o curso de formação profissional dos candidatos aprovados ...

27/01/2022 às 12h05
Por: São Gonçalo Agora Fonte: Secom Ceará
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Ceará
Foto: Reprodução/Secom Ceará

A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp) realiza, desde o último dia 17, o curso de formação profissional dos candidatos aprovados no concurso da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) de 2021. O treinamento tem como objetivo preparar médicos legistas, peritos criminais, peritos legistas e auxiliares de perícias para o exercício das funções de acordo com a competência estabelecida. A grade curricular conta com disciplinas de direitos humanos; direito constitucional; criminalista geral; DNA forense; balística, tiro defensivo e fotografia forense, dentre outros conhecimentos.

Entre os módulos já finalizados destacam-se a disciplina de fotografia forense, que foi concluída nessaterça-feira (25) e possui grande importância para os peritos em local de crime e para os auxiliares de perícia. Através da extração fotográfica forense é possível identificar vestígios que auxiliam na produção de laudos.

Foto: Reprodução/Secom Ceará
Foto: Reprodução/Secom Ceará

Na ocasião, os auxiliares de perícia alunos do curso de formação estiveram divididos em quatro turmas com a carga horária de 18 horas/aulas. No curso, foram trabalhados os principais fundamentos da fotografia, operação de câmeras, conceitos e técnicas fotográficas, detalhando o funcionamento de cada dispositivo. A abordagem da fotografia forense tem o propósito de apresentar a atuação de rotina da perícia, apresentando casos reais que serviram de exemplo para os futuros peritos, possibilitando laudos mais precisos e contribuindo para a elucidação de crimes.

Foto: Reprodução/Secom Ceará
Foto: Reprodução/Secom Ceará

O perito criminal Rogério Alexandre, um dos professores da disciplina de fotografia forense, destacou a importância do curso na formação dos profissionais. “O perito criminal ao chegar em uma cena de crime, seja qual for a natureza do delito, poderá, observando as técnicas fotográficas, começar com fotografias que documentam a cena em termos gerais e, em seguida, prestando especial atenção aos itens de vestígios e outras características-chave”, explica.

Foto: Reprodução/Secom Ceará
Foto: Reprodução/Secom Ceará

Além de aprender detalhadamente conceitos e técnicas usadas na fotografia, como configurações de ISO, velocidade do obturador, abertura do diafragma, os alunos tiverem a oportunidade de compreender na prática como funciona uma perícia de local de crime. O auxiliar de perícia e professor da disciplina de fotografia, Francisco Monteiro, detalhou a finalização do treinamento. “No último dia de curso foi montada uma cena de local de crime para os alunos atuarem e praticarem um pouco da rotina. Na ocasião, foram treinados como adentrar numa cena de local de crime, além de instruções para fazer a documentação, fotos gerais de vestígios e registro fotográfico do local’’.

Meio de prova

Foto: Reprodução/Secom Ceará
Foto: Reprodução/Secom Ceará

A fotografia forense, seja no direito processual civil, no processo trabalhista ou no direito penal, é um meio de prova totalmente válido, com capacidade de criar substratos fáticos para formar o convencimento do magistrado. Para a aluna Narelle Rodrigues, o curso foi importante pois possibilitou compreender a atuação do perito, além da importância da técnica fotográfica, que serve para garantir uma prova mais robusta. “Foi possível entender o comportamento do perito ao chegar no local do crime e o cuidado para que a materialidade do delito seja preservada ao máximo. Uma técnica de fotografia bem aplicada no local pode garantir que aquele vestígio nunca se perca, se tornando diferencial para o laudo pericial, e consequentemente, na instrução processual e no inquérito policial, ajudando cada vez mais a promover a justiça”, conclui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias