Quarta, 20 de Janeiro de 2021
75 98175-0580
Brasil Vacinação Covid-19

Governo envia ao STF cronograma de vacinação contra a Covid-19

Ministro da Saúde não informou datas, mas prevê que imunização da população deve durar 16 meses

16/12/2020 09h42 Atualizada há 1 mês
Por: Sandro Araújo
O ministro determinou ampla publicidade ao cronograma.
O ministro determinou ampla publicidade ao cronograma.

O governo enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o cronograma de vacinação contra a Covid-19, sem informar datas, mas prevê que a imunização de toda a população deve demorar um ano e quatro meses. De acordo com o Ministério da Saúde, após a Anvisa registrar ou autorizar o uso emergencial de uma vacina e o imunizante ser entregue ao Complexo de Armazenamento do Ministério da Saúde, a distribuição para os estados ocorrerá em até cinco dias.

O envio do cronograma atende a determinação do ministro Ricardo Lewandowski, que pediu previsão de datas de início e término de vacinação, após o governo entregar um Plano de Vacinação sem detalhar os prazos. O ministro determinou ampla publicidade ao cronograma. Leia a íntegra.

A primeira fase, de responsabilidade do Ministério da Saúde, consiste na elaboração e apresentação do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 que prevê todas as etapas da vacinação contra a Covid-19, inclusive com a divisão de responsabilidades entre os entes da Federação em cada uma de suas etapas. Essa fase já foi concluída com a disponibilização do plano ao STF.

A segunda fase consiste no planejamento e coordenação das ações da logística de distribuição realizada entre o Ministério da Saúde, os 26 Estados e o Distrito Federal. Registrada uma vacina ou autorizado o uso emergencial de um imunizante, bem assim seja o imunobiológico adquirido (nos termos da legislação pertinente) e entregue no Complexo de Armazenamento do Ministério da Saúde, a previsão de distribuição para Estados e Distrito Federal é de até cinco dias.

A terceira fase compreende o planejamento e coordenação das ações de logísticas de distribuição dos Estados e Distrito Federal para os Municípios. Importa esclarecer que é da competência dos Estados e do Distrito Federal a distribuição do imunobiológico aos seus respectivos municípios e regiões administrativas, contando com o apoio logístico do Ministério da Saúde.

A quarta fase é a execução da vacinação que é realizada pelos Municípios, com apoio e coordenação dos Estados, Distrito Federal e Ministério da Saúde. O período de vacinação para cada grupo prioritário é de aproximadamente trinta dias. Portanto, da fase inicial até o término da vacinação dos quatro grupos prioritários, grupos esses que foram definidos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, estima-se lapso temporal aproximado de quatro meses, ou seja, cerca de trinta dias para conclusão de cada um dos grupos prioritários.

O Ministério da Saúde estima que no período de doze meses concluirá a vacinação da população em geral, o que dependerá, concomitantemente, do quantitativo de imunobiológico disponibilizado para uso, completando-se o plano de vacinação em um total de aproximadamente dezesseis meses.

A quinta e última fase consiste no monitoramento e rastreabilidade, tendo em vista que as vacinas possuirão previsões em sua bula de prazo distintos para a aplicação da 2ª dose. Neste caso, o monitoramento e rastreabilidade permitirá que as doses sejam ministradas no público correto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São Gonçalo dos Campos - BA
Atualizado às 00h26 - Fonte: Climatempo
23°
Muitas nuvens

Mín. 22° Máx. 27°

23° Sensação
10 km/h Vento
78.3% Umidade do ar
90% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (21/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 29°

Sol e Chuva
Sexta (22/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 28°

Sol e Chuva
Ele1 - Criar site de notícias