Quarta, 08 de Julho de 2020 04:59
75 98175-0580
Cidades Recôncavo Baiano

Cachoeira comemora seus 182 anos com muita festa neste fim de semana

A programação incluiu shows com a Orquestra de Reggae de Cachoeira, Mundinho do Arrocha, Tierry, Paco Duarte e PH10, entre outras atrações.

13/03/2020 16h45
Por: Sandro Araújo
Cachoeira comemora seus 182 anos com muita festa neste fim de semana

A histórica cidade de Cachoeira, no Recôncavo baiano, completou 182 anos nesta sexta-feira,13, e já está em festa. O aniversário é marcado por uma diversificada programação, que inclui atos cívicos, manifestações culturais, atividades esportivas, além de inaugurações.

A programação ainda incluiu shows gratuitos com a Orquestra de Reggae de Cachoeira, Mundinho do Arrocha, Tierry, Paco Duarte e PH10, entre outras atrações. Veja a programação

Considerada como uma das mais importantes cidades históricas brasileiras, de 13 de março de 1837, Cachoeira, completa 182 anos de existência vivenciando um momento de expectativas bastante otimistas para o seu desenvolvimento socioeconômico.

Cachoeira nasceu às margens do Rio Paraguaçu, no século XVI, quando os engenhos de cana de açúcar começaram a ser instalados na região do Recôncavo. Antes da colonização, era habitada por tribos indígenas.  Seu desenvolvimento teve início a partir da primeira metade do século XVII.

Esta evolução está vinculada aos colonizadores Paulo Dias Adorno e Rodrigues Martins, donos da terra em que fora assentada a povoação que deu origem a cidade. O entorno da atual capela de Nossa Senhora d'Ajuda, construída no engenho da família Adorno, sob invocação de Nossa Senhora do Rosário, é considerado o marco inicial da povoação, que em 1674 foi convertida em freguesia.

Em 1698, a então freguesia alcança a categoria de vila, com denominação de Nossa Senhora do Rosário do Porto da Cachoeira.

Com a expansão da economia açucareira nas terras lusitanas do além-mar e da atividade comercial, a vila prosperou, principalmente nos séculos XVII e XVIII, quando se construíram belas casas, igrejas e conventos, valiosas peças da arquitetura da influência barroca.

Localização estratégica

Cachoeira foi importante meio de ligação entre o litoral e o interior do país desde o tempo do Brasil colonial. Foi durante décadas praticamente a única ligação entre a chamada 'Cidade da Bahia' e o sertão, levando e trazendo notícias, gente e mercadorias.

Em 25 de junho de 1822, na então Vila de Cachoeira, foram travadas importantes  lutas no processo de Independência do Brasil, consolidado somente em 2 de julho de 1823. O trecho navegável do rio Paraguaçu terminava em Cachoeira, de onde partiam tropeiros e a ferrovia para o interior do Brasil. Cachoeira era um entreposto e viveu nessa época o seu apogeu econômico, político e cultural.

Em 13 de março de 1837, por força de decreto provincial, Cachoeira foi elevada à categoria de cidade, com a denominação de Heroica Cidade da Cachoeira - Lei Nº. 43, assinada pelo então presidente da Província da Bahia, Francisco de Souza Paraízo.

Mistura

A cultura de Cachoeira resulta da mistura das heranças do índio, do branco europeu e dos negros africanos trazidos como escravos para o Recôncavo baiano.

A secular  Irmandade de Nossa Senhora da Boa Morte é um exemplo da força da tradição cultural religiosa do povo cachoeirano, que também preserva festas como a de Nossa Senhora da Ajuda, Nossa Senhora do Rosário, a Feira do Porto e o São João.

Por sua importância histórica e política, todos os anos no dia 25 de junho, a sede do governo do estado é transferida para Cachoeira.

Graças à sua localização privilegiada,  entre as regiões do Recôncavo e sertão, a vila prosperou consideravelmente. Para lá, convergiam duas importantes vias: a Estrada Real do Gado, que atingia a zona de criação de gado e as barrancas do rio São Francisco, e a estrada das Minas, partindo da vizinha São Félix, que se dirigia à Chapada Diamantina, Minas e Goiás.

Como ponto de transbordo das vias fluvial e terrestre, Cachoeira logo transformou-se em um próspero empório de uma vasta região. Durante o século XVIII, experimentou grande desenvolvimento, quando era alto o preço do açúcar e abundante o ouro no Rio de Contas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São Gonçalo dos Campos - BA
Atualizado às 04h58 - Fonte: Climatempo
19°
Muitas nuvens

Mín. 19° Máx. 26°

19° Sensação
2.3 km/h Vento
90.4% Umidade do ar
90% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (09/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 26°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (10/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 27°

Sol e Chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias