Geral Rio Grande do Sul

Secretaria da Saúde atualizará painel com casos represados de Covid-19

A Secretaria da Saúde (SES) prevê para sexta-feira (23/7) uma atualização dos casos de Covid-19 cuja notificação se encontrava com o campo de encerramento em aberto no sistema de informação oficial, mas com resultados laboratoriais positivos.

22/07/2021 17h45
Por: São Gonçalo Agora Fonte: Secom Rio Grande do Sul
-
-

A Secretaria da Saúde (SES) prevê para sexta-feira (23/7) uma atualização dos casos de Covid-19 cuja notificação se encontrava com o campo de encerramento em aberto no sistema de informação oficial, mas com resultados laboratoriais positivos. São em torno de 80 mil notificações com datas que vão desde o primeiro semestre de 2020 até mais recentemente. O número total desse passivo será confirmado após avaliação dos casos com encerramento incompleto no sistema.

Esse represamento se deve ao fato de que o processo automatizado do painel da SES (ti.saude.rs.gov.br/covid19) exigia que todo caso com resultado positivo tivesse um encerramento por parte dos municípios. Contudo, para dar maior transparência e celeridade à real situação epidemiológica, foi definida a abolição dessa marcação final.

Com a alteração da regra que determina a inclusão de novos casos no painel, será possível conhecer, de forma mais oportuna, os casos positivos, mesmo que o notificador não tenha encerrado o caso como confirmado no sistema de informação.

Todos os casos pendentes que serão publicados se referem a síndromes gripais leves notificadas no sistema e-SUS Notifica. Por isso, não há nessa relação de registros situações de internações hospitalares e óbitos, visto que esses casos são notificados em outro sistema, o Sivep-Gripe.

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) trabalha desde o ano passado com rotinas de qualificação das notificações com os municípios. Periodicamente eram gerados relatórios desses casos notificados com resultados laboratoriais positivos, mas que ainda não haviam sido encerrados pelos municípios. Essas listas eram repassadas às vigilâncias locais para que, quando completadas, fossem publicadas no painel Covid-19 da SES.

A chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Cevs, Tani Ranieri, ressalta que a alteração permitirá um melhor acompanhamento da evolução dos casos, que é fundamental para avaliação da situação epidemiológica que embasa a tomada de decisões para o enfrentamento da pandemia. Segue sendo necessário, porém, que os notificadores concluam o preenchimento integral dos campos da ficha de notificação.

Diariamente, uma ferramenta criada pelo Departamento de Gestão de Tecnologias e Inovação da SES exporta dos dois sistemas oficiais do Ministério da Saúde, o e-SUS Notifica e o Sivep-Gripe, os bancos de dados para a atualização dos números da doença emti.saude.rs.gov.br/covid19. Para isso, realiza ainda cruzamentos entre os sistemas e com os registros já publicados, com a finalidade de evitar a publicação de casos duplicados ou inconsistentes.

Para essa identificação dos casos de Covid-19 nos bancos de dados, alguns critérios precisam ser atendidos. No e-SUS Notifica (onde são registrados casos de síndromes gripais sem internação), um caso deveria ter um resultado laboratorial registrado e uma segunda etapa onde a vigilância municipal encerrava o caso com a classificação final de “Confirmado laboratorial”.

O registro de um caso no sistema e o lançamento de exames são feitos por usuários como as farmácias que realizam exames, as Unidades Básicas de Saúde, clínicas privadas e demais serviços que atendam casos suspeitos. A classificação final é uma atribuição exclusiva das vigilâncias nos níveis municipal, regional, estadual ou federal.

"Mesmo com a interlocução junto aos notificadores para o devido encerramento dos casos, observa-se um passivo de casos em aberto. Reconhecemos o empenho dos municípios nas ações de enfrentamento da pandemia e no avançar na vacinação da população. Em meio a tantas atividades prioritárias, esta mudança de regra foi necessária para melhorar a agilidade no conhecimento dos novos casos", explica Tani.

Texto: Ascom SES
Edição: Secom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias