Geral Pará

TerPaz cadastra moradores do Bengui para vagas de emprego formal oferecidas pelo Sine

Promovida pela Seaster, a iniciativa visa facilitar o acesso ao mercado de trabalho, principalmente para jovens

21/07/2021 20h35
Por: São Gonçalo Agora Fonte: Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará

Casado e com dois filhos, o vigilante Edinaldo Magno, 55 anos, contou que está sem trabalhar com carteira assinada há quase um ano. Há 40 anos morador do bairro Bengui, em Belém, ele buscou a recolocação no mercado de trabalho na manhã desta quarta-feira (21) durante ação realizada na Escola Estadual de Ensino Fundamental Marilda Nunes, no Bengui, um dos sete territórios atendidos pelo Programa Territórios Pela Paz (TerPaz), do Governo do Pará.

Denilson da Silva aproveitou para buscar seu primeiro emprego com carteira assinada
Denilson da Silva aproveitou para buscar seu primeiro emprego com carteira assinada - (Foto: Nucom / Seac)

Promovida pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), a iniciativa tem o objetivo de contribuir para oferecer aos moradores cadastro para trabalho e consulta à vaga de emprego. “Essa ação é muito importante, já que está acontecendo aqui no bairro, o que evita a gente se deslocar para o centro da cidade para realizar o cadastro. Eu agradeço muito por essa ação. Atualmente, estou fazendo alguns ‘bicos’ como vigilante, mas tenho fé em Deus que tudo vai dar certo”, disse Edinaldo Magno.

O vigilante Edinaldo Magno não perdeu a oportunidade
O vigilante Edinaldo Magno não perdeu a oportunidade - (Foto: Nucom / Seac)

“Nós estamos finalizando as ações do mês de julho no bairro do Bengui. Retornaremos em agosto com novas atividades do TerPaz. Aqui, nós fazemos o cadastro dos moradores do bairro para que possam ter acesso ao sistema de intermediação de mão de obra, um sistema que temos em parceria com as empresas para colocar essas pessoas no mercado de trabalho. Caso haja uma vaga disponível, o morador já leva esse encaminhamento para se apresentar à empresa, onde participará de um processo seletivo”, informou a gerente de Intermediação de Mão de Obra da Diretoria de Trabalho e Emprego (DTE) da Seaster, Maura Rezende.

Parceria com o Sine- Durante o atendimento, os técnicos mapeiam vagas com a ajuda do Sistema Nacional de Emprego (Sine), que trabalha com uma rede de empregadores. Aos 20 anos, Denilson da Silva busca seu primeiro emprego com carteira assinada. “Essa é uma boa oportunidade para quem está procurando emprego, como eu, que nunca trabalhei de carteira assinada. Estou com pensamento positivo de que vou conseguir um trabalho”, disse.

A ação foi realizada na Escola Estadual de Ensino Fundamental Marilda Nunes, no Bengui, um dos bairros do TerPaz
A ação foi realizada na Escola Estadual de Ensino Fundamental Marilda Nunes, no Bengui, um dos bairros do TerPaz - (Foto: Nucom / Seac)

O morador Saulo Silva, 20 anos, também foi se cadastrar. “Antes eu trabalhava como menor aprendiz, e agora estou buscando um trabalho de carteira assinada. Por isso essa ação veio em boa hora”, afirmou o jovem.

As ações serão retomadas em agosto, e vão atender os sete territórios contemplados pelo TerPaz na Região Metropolitana de Belém.  

Por Elizabeth Teixeira (SEAC)
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias