Passageiros de 20 aeronaves são vistoriados na operação Voo Legal em Salvador

Em mais uma fase da operação Voo Legal, realizada na segunda-feira (25), baianos e turistas que desembarcaram no Aeroporto Internacional de Salvador tiveram suas bagagens vistoriadas pelas equipes da operação integrada pré-carnaval 'Voo Legal', que é coordenada pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco).

Com o objetivo de impedir a entrada de drogas, armas, contrabando e outros materiais ilícitos em Salvador, 563 passageiros de seis voos domésticos, vindos de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília foram abordados e tiveram suas bagagens vistoriadas por policiais do Draco, policiais do Canil da Coe com a cadelinha Jade, além de scanners e agentes da Receita Federal, apoiados por policiais federais.

O diretor do Draco, delegado Marcelo Sansão, avaliou a operação como preventiva. “Além dos passageiros se sentirem seguros ao desembarcarem com a presença da polícia trabalhando em conjunto, os possíveis criminosos ficam cientes que em Salvador eles não terão sucesso”, pontua.

Histórico

Quase 3.500 pessoas já foram abordadas desde janeiro nas ações da Voo Legal, realizada no Aeroporto Internacional de Salvador, Mar Azul no Terminal Marítimo de São Joaquim e Pista Limpa, na Linha Verde. Foram vistoriadas 20 aeronaves, 12 ferrys, 702 veículos, entre carros de passeio, motocicletas, caminhões e vans.

As ações contaram também com o apoio de peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT), em uma unidade móvel equipada para exames de identificação de substâncias entorpecentes e identificação de pessoas.

Durante as operações foram realizadas duas prisões em flagrante, uma por documento falso, outra por porte ilegal de arma de fogo, além de um cumprimento de mandado de prisão preventiva por homicídio.


Fonte: Ascom/ Polícia Civil

Sandro Araújo

0 Comentários:

Postar um comentário