Filha denuncia "negligência médica" no hospital de São Gonçalo; "meu pai tá morrendo!"

Um vídeo compartilhado nesta manhã (23) em grupos de WhatsApp e redes sociais mostrando uma suposta negligencia médica no atendimento a um senhor de prenome Edgar no Hospital Municipal de São Gonçalo dos Campos está gerando uma grande revolta nos moradores do município.

O caso aconteceu na madrugada desta quarta-feira, e, a filha do senhor, que não conseguimos manter contato, filmou e relatou todo o episódio. Segundo a mulher, seu pai passou mal e foi socorrido para a emergência da unidade, onde ficou por mais de 40 minutos à espera de atendimento. Ainda segundo a filha, o médico plantonista, identificado como Dr Herverton, disse que não atenderia o senhor e voltou para dormir.

Para provar seu relato, a mulher filmou os corredores do hospital até chegar ao local em que se encontrava o médico (Dr Herverton). Como a imagem ficou escura, tudo indica que realmente tenha sido seu dormitório.

"Ele disse que trabalhou um dia inteiro e agora disse que vai descansar. Eu peço a direção do hospital, a Drª Rosa, que por favor, tome conhecimento", disse a filho.

Segundo informações Edgar foi atendido por outro médico.

O SGAGORA tentou obter esclarecimentos da direção do hospital, através da assessoria de comunicação da prefeitura, mas até a publicação desta matéria nenhuma nota foi encaminhada.Também não conseguimos informações sobre o estado de saúde do paciente.

Assista ao vídeo




Outro caso

"Esse mesmo médico negligenciou atendimento a Deco alegando que ele estava fazendo um favor atendendo no internamento, que ele não teve nem tempo pra ir ao banheiro devido a emergência estar lotada, coisa que não procedia. E acabou nem avaliando Deco, apenas disse que tínhamos que colocar nosso irmão em outro hospital. Os pacientes do internamento ficam a mercê deles que alegam que são plantonistas da emergência e não são pagos para atender no internamento. Meu irmão André chegou com um quadro de arritmia cardíaca tendo um ótimo atendimento pelo médico Dr Samuel, porém nos demais dias do internamento foi totalmente negligenciado pela equipe médica. Chegou a ficar mais de 24h sem uma reavaliação do quadro, fora que se queixava o tempo todo das dores abdominais, que provavelmente já era a vesícula, e só aplicavam Buscopan e Simeticona, sendo que no próprio hospital realiza ultrassom. Reclamamos, corremos atrás e não tivemos nenhuma resposta, conseguimos uma transferência para o Clériston onde meu irmão se encontra na UTI com um quadro de Infecção na Vesícula, onde essa infecção atingiu uma parte do coração. É preciso que esse médico seja punido", disse Nívea, que após ter conhecimento do caso desta madrugada entrou em contato com nossa reportagem para relatar o caso ocorrido em sua família.

Por Sandro Araújo

São Gonçalo Agora

0 Comentários:

Postar um comentário