BNDES divulga lista com 50 maiores clientes dos últimos 15 anos

Petrobras lidera com o maior valor negociado com a instituição financeira entre 2004 e 2018 
A promessa de abrir a “caixa preta” do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), feita pelo presidente Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral, começa a ser cumprida.

A instituição divulgou nesta sexta-feira (18) uma lista com os 50 maiores clientes, além de todas as operações realizadas com eles nos últimos 15 anos. Empresas como Petrobras, Embraer, Vale, Odebrecht, JBS, Tim, Oi, e estados como São Paulo, Santa Catarina e Ceará estão na lista dos tomadores de recursos do Banco.

De acordo com os dados divulgados, o maior valor negociado com o BNDES, entre 2004 e 2018, pertence à Petrobras: R$ 62 bilhões e 429 milhões. A segunda empresa que mais utilizou recurso da instituição financeira foi a Embraer. A fabricante de aviões contratou valores que somam R$ 49 bilhões e 377 milhões, no mesmo período.

Segundo o BNDES, o objetivo da mudança para facilitar a verificação dos dados é "tornar a navegação mais amigável e acessível", conferir mais transparência e facilitar ao público o entendimento sobre as operações e investimentos do Banco.

Por meio de nota, o BNDES afirma que “a disponibilização da lista (...) é parte do esforço de transparência que o Banco tem feito e que deve ser a marca das suas ações sempre".

Jair Bolsonaro comemorou o ato do Banco. Em seu Twitter, o presidente disse que "Ainda vamos bem mais a fundo! BNDES divulga interessante link identificando os países que usaram os recursos financeiros do Brasil e os motivos dos empréstimos".

O banco também forneceu um novo acesso direto aos contratos de exportação de bens e serviços brasileiros de engenharia para projetos em outros países. Podem ser encontrados contratos de projetos na Argentina, Paraguai, Peru e Venezuela, por exemplo.

Na segunda semana de mandato, Bolsonaro deu posse ao novo presidente do BNDES, Joaquim Levy. Durante solenidade, ele disse que é necessário repensar a atuação do banco, de modo que a instituição dependa menos de recursos do Tesouro Nacional.

O BNDES foi criado em 1952, durante o governo de Getúlio Vargas, com o objetivo de financiar o desenvolvimento da economia, por meio de empréstimos de longo prazo e taxas de juros mais baixas, tanto para empresas como para governos estaduais e municipais.

Reportagem, Marquezan Araújo

São Gonçalo Agora

0 Comentários:

Postar um comentário