Maior serial killer do Brasil "Pedrinho Matador" cria canal para comentar crimes no YouTube

O maior serial killer do Brasil, Pedrinho Matador, de 64 anos, conhecido por ter cometido mais de cem mortes e passar 42 anos preso, está em liberdade há sete meses e criou um canal no YouTube onde aconselha os seguidores e comenta crimes. A conta na rede social já possui 28 mil inscritos e mais de 2,5 milhões de visualizações.

De acordo com a Folha de S. Paulo, a ideia de criar o canal partiu de um amigo de Pedrinho, que é o responsável pela a produção dos vídeos. Entre os assuntos comentados por ele estão crimes como as mortes da cachorrinha do Carrefour de Osasco, do jogador Daniel, e da estudante Rayane Alves.

“São crimes que revoltam a gente, cheios de mentira, acabando com a felicidade de uma pessoa. Essa jovem [Rayane]... Por que o segurança foi fazer aquilo com ela? Ele tem família, mulher linda, filho. O diabo faz a panela, mas esquece de fazer a tampa. Tudo é descoberto. A condenação dele foi uma caneta [encontrada no local onde estava o corpo]”, disse ele.

Os vídeos do canal são variados, entre eles estão alertas para as pessoas mais jovens sobre os riscos da vida no crime. “O crime não é brincadeira. Muitos estão entrando por verem os galhos [fama e dinheiro], não a raiz [prisão e morte]. É como o diabo: dá com uma mão e tira com a outra. Tem muitos jovens que entram e, quando querem sair, já é tarde demais”, argumentou. BN

Sandro Araújo