Familiares de pacientes do CAPS em São Gonçalo denunciam falta de investimento na unidade

Familiares de pacientes do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de São Gonçalo dos Campos, estão reclamando das condições em que se encontra a instituição, localizada no Bairro João Durval. De acordo com a filha de uma das pacientes, de nome fictício Mônica, há semanas os dois banheiros estão interditados, tem falta de alguns medicamentos, e até a alimentação para quem precisar de um acompanhamento constante é precário.

"Precisamos falar para ver se tomam providências. As pessoas estão usando o banheiro do Terminal Rodoviário porque os do CAPS estão interditados. A fossa está cheia. Também nem todos os medicamentos são encontrados e precisamos, mesmo sem condições, nos virar para comprar ou adquirir. Cadê a verba federal?", disse Mônica.

O SGAGORA esteve na instituição nesta quarta-feira, 19, e, mesmo sem conseguir informações por parte dos funcionários, constatamos através de alguns pacientes e seus familiares que as reclamações são verídicas e já tem um certo tempo. Como tivemos acesso às dependências da instituição, constatamos também que nada mudou depois da última publicação sobre este mesmo assunto. Em 20 de dezembro de 2017, há exato 1 ano, além das reclamações acima, falamos também da falta de manutenção incluindo também a limpeza do local. O que foi visto nesta quarta corresponde exatamente ao que foi registrado no ano passado.

Em contato com o secretário de planejamento e administração do governo municipal, o Sr. Vitoriano Francisco, fomos informados que os problemas já são do conhecimento da gestão e todas as providências já estão sendo tomadas. Uma empresa já foi contactada para fazer a limpeza da fossa, os medicamentos estão sendo providenciados, e além disso, outro prédio já está sendo providenciado, o que, segundo a gestão, dará melhor condição para a prestação de todos os serviços oferecidos pela instituição.

Por Sandro Araújo

Sandro Araújo

0 Comentários:

Postar um comentário