Confiança dos empresários da construção sobe 0,8 ponto em dezembro

O Índice de Confiança da Construção (ICST), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), subiu 0,8 ponto em dezembro, na comparação com novembro e alcançou 85,5 pontos.

Segundo a coordenadora de Projetos da Construção da FGV IBRE, Ana Maria Castelo, o aumento dos dois componentes deste indicador está melhorando também as expectativas em relação ao mercado de trabalho.

“A confiança subiu 0,8, foi o quarto mês consecutivo de alta desta confiança e os dois componentes deste indicador - tanto o que capta a percepção em relação aos negócios no momento corrente, quanto de expectativas - subiram; o de expectativa subiu um pouquinho mais. Com isto, está melhorando também as expectativas em relação ao mercado de trabalho.”

De acordo com Ana Maria Castelo, este é o maior nível desde dezembro de 2014, quando chegou a 88,8 pontos e, agora, depois da crise, que o mercado está apresentando resultados melhores, há uma expectativa mais positiva dos empresários.

“A gente está falando de indicadores que estão em um patamar muito baixo, a queda foi muito grande, mas já há uma percepção de que o pior ficou para trás e há uma expectativa mais positiva pela frente.”

Segundo o levantamento da FGV, a proporção de empresas que relatam redução no quadro de pessoal para os próximos meses caiu de 26,2% em dezembro de 2017, para 20,5% em dezembro de 2018.

Reportagem, Cintia Moreira

Sandro Araújo