Calçamento mal feito e abandonado causa alagamentos na Boa Hora em São Gonçalo dos Campos

Os moradores do povoado da Boa Hora, em São Gonçalo dos Campos, estão revoltados com o alagamento de uma rua do povoado, gerando grandes transtornos para os moradores, estudantes e até comerciantes. Atendendo a um convite de uma moradora, o SGAGORA visitou a localidade na manhã desta terça-feira, 04, ouviu moradores e, por alguns minutos, passou pelos mesmos problemas que eles.

Segundo o comerciante Sinho, proprietário de um mercadinho, depois da obra de calçamento realizada pela prefeitura municipal até os cliente deixaram de aparecer em seu estabelecimento. "Prejuízo, antes do calçamento não tinha alagamento, depois que calçou qualquer chuva alaga e a água entra nas residências."
Até em frente ao Posto de Saúde da localidade a poça d'água atrapalha os moradores
O senhor Peixoto, morador da localidade, disse que "a prefeitura retirou um calçamento antigo para colocar outro e que ficaria melhor. Interditaram toda a rua e os moradores por mais de 90 dias precisaram dar uma volta de mais de 6km para poder entrar e sair de um loteamento. A prefeitura disse que iria calçar da Boa Hora até o Parque Viver e entroncar com a divisa com Feira de Santana, a obra parou e ninguém sabe mais de nada". Os moradores já cobraram esclarecimentos e conclusão da obra. Ainda segundo Peixoto, durante a obra, a prefeitura pegou os paralelos da Boa Hora e levou para o calçamento na divisa com Feira - Dias depois, devido à pressão dos moradores a prefeitura trouxe os paralelos novamente."
Rua estreita ao lado do PSF. Precisando de uma visita da Vigilância Sanitária. Higiene "zero"!
Durante entrevista com os moradores ficou claro que as reclamações não são contra as chuvas, e sim, contra uma obra de calçamento irregular. Não foi implantado nenhum sistema, nem se quer valeta para escoamento das águas. Com as fortes chuvas todo o local calçado mais a parte abandonada ficaram completamente alagados.
Local abandonado pela prefeitura e completamente impossibilitado de trafego de veículo e pessoas
Segundo o senhor Estevão os políticos só aparecem nas campanhas, os comerciantes estão fechando as portas, a escola está fechada. "Todos os vereadores aqui só aparecem na campanha, escuridão, comerciantes fechando as portas, escola fechada, se uma mãe de família vai a Igreja tem que ir com o sapato não mão. Uma falta de respeito."

Não há condições dos alunos e professores entrarem se quer na escola, pois a rua está completamente alagada. Seu Estevão disse ainda que "o calçamento não terminou nem vai terminar, isso é promessa de campanha. O prefeito (Carlos Germano), os vereadores, nenhum deles passa por aqui. O prefeito conhecia a região na campanha, depois que se elegeu nem passa por aqui. Obra engana tolo".
O cão está pensando: soube que tratam o povo da mesma forma que me tratam. Feito cachorro!
O morador Enrique disse que além do alagamento e abandono da obra a localidade também sofre com a escuridão e falta de segurança. "Ontem o colégio estava cheio de água, os professores vieram mais chegou perto tiveram que voltar. Perigo constante de assalto, tem uma lâmpada aqui com mais ou menos um ano queimada, nós que colocamos um refletor para amenizar o problema".

Até o momento ninguém por parte do governo prestou algum esclarecimento aos moradores da localidade. Como resposta às inúmeras criticas, o gestor, além de não ter coragem para prestar esclarecimentos, deixa que seus assessores ocultos criem textos difamatórios que atingem principalmente os moradores das localidades afetadas pela incompetência do governo. Nos textos, em defesa do governo, os assessores ocultos alegam que tudo não passa de inversão da reportagem e que as criticas são de pessoas opositoras à gestão de Carlos Germano. Ou seja, os moradores são mentirosos.  

A secretaria responsável está à deriva, parte das possíveis irregularidades nas obras ocorreram exatamente no período em que o vereador André Silva, aceitando o convite do prefeito assumiu a secretaria. Sem sucesso na pasta, o vereador voltou a ocupar sua vaga na Câmara Municipal.


Outro problema executado pela gestão e também herança da secretaria é o calçamento de algumas ruas do loteamento Murilo Leite. Alagamentos e prejuízos já fazem parte do dia dia dos moradores. Na Rua 13 de Junho, devido aos alagamentos e lamaçal, o proprietário da Casa de Eventos 'Sarau Prime" está tendo contratos de eventos cancelados e grande prejuízo financeiro. Como a Rua alaga e a água invade o local, como já ocorreu durante um evento, com medo de acontecer o mesmo muitos eventos agendados foram cancelado.




Por Sandro Araújo

Sandro Araújo