Histórica Fonte da Gameleira agoniza por falta de atenção do poder público municipal

As imagens foram registradas pelo ex vereador Raimundo Gonçalo Alves de Oliveira, conhecido como Gonçalo, que mesmo fora do legislativo da cidade continua fiscalizando e exercendo seu papel como cidadão São Gonçalense. "Deus tenha misericórdia de nossa centenária Cidade Jardim. Mais de 300 anos de histórias", disse o ex vereador.

O cenário é de total abandono e destruição. A atual situação da Fonte da Gameleira, que já fez parte dos principais pontos turísticos de São Gonçalo dos Campos, não se compara a uma pocilga, galinheiro ou canil que muitos imaginam ser imundos. E não são, já até foram, hoje os animais criados nesses locais vivem com todo cuidado, cuidado até que muitos de nós nem temos.
No Wikipédia diz o seguinte

Turismo e Lazer - "São Gonçalo dos Campos possui como principais pontos turísticos a Igreja de mais de 300 anos, a fonte denominada Fonte da Gameleira sendo que a área ao entorno possui pequenos trechos preservados da Mata Atlântica..."

A Igreja continua sendo ponto turístico, mas a Fonte da Gameleira passa longe disso. O local só é lembrado nas festividades em louvor ao padroeiro da cidade, santo São Gonçalo de Amarante, que possivelmente deve estar muito triste com o que os governantes estão fazendo com sua cidade.

Próximo à lavagem de São Gonçalo, que acontece todos os anos em uma quinta-feira da segunda semana de janeiro, e que no próximo ano (2019) será exatamente no feriado dia do santo padroeiro, é que o poder público municipal realiza uma limpeza "meia sola", pinta e diz que recuperou a Fonte para as visitas dos fiéis, cortejo das baianas e todos participantes da Lavagem. Passada a festa a antiga e famosa Fonte volta ao "sepulcro" e só será lembrada no ano seguinte.
Conta os mais velhos que a água da Fonte da Gameleira já foi muito conhecida e procurada por ser ou ter sido milagrosa. A fonte, que nunca secou, também já abasteceu as casas de milhares de pessoas de São Gonçalo e outras cidades. Pessoas faziam romarias todos os dias em busca das águas milagrosas da Fonte da Gameleira para beber, cozinhar, e se tratarem em suas casas. Isso tudo foi destruído pelas más administrações. E o atual gestor se diz um homem escravo da palavra de Deus.

Recentemente um senhor por nome Claudionor, apelidado carinhosamente como 'Nôca", cerca de 90 anos, saiu de Salvador para visitar sua terra, São Gonçalo, e veio pensando exclusivamente em visitar seus familiares, claro, a rádio São Gonçalo AM e a Fonte da Gameleira. Durante um bate papo com seu Nôca, a reportagem do SGAGORA sentiu que o senhor estava bastante decepcionado com o estado em que encontrou a histórica Fonte. Relatou para nossa equipe que; "é uma grande falta de respeito, tanto para com o padroeiro, como para a história daquele local, e de São Gonçalo dos Campos."

Por Sandro Araújo

Sandro Araújo