Prefeitura de Feira garante prioridade a autista em estabelecimentos públicos e privados

A fita quebra-cabeça, símbolo mundial do autismo, será inserida nas placas de atendimento prioritário em estabelecimentos públicos e privados de Feira de Santana. Lei específica foi sancionada na tarde desta segunda-feira, 15, pelo prefeito Colbert Filho, em evento realizado no Paço Municipal Maria Quitéria.

O projeto de lei foi apresentado pelo vereador Cadmiel Pereira. Entende-se como estabelecimentos privados supermercados, bancos, farmácias, bares, restaurantes e lojas em geral. A Prefeitura vai ser encarregada de fixar o símbolo nestes locais, no mais breve espaço de tempo.

“Esta lei significa um importante avanço em termos de direitos sociais”, disse Colbert Filho, a uma plateia formada por pais de pessoas com autismo, que na cidade forma a denominada Família Azul. A agilização no atendimento destas pessoas com este transtorno reflete positivamente nas suas qualidades de vida.

Cadmiel Pereira parabenizou aos pais dos autistas que lutaram pelo atendimento prioritário e, desse maneira, buscaram melhor qualidade de vida para seus filhos. Ele destacou o empenho das mães da Família Azul que lutam por dias melhores para este segmento.

A presidente do Instituto Família Azul, Cíntia de Souza, disse que Feira de Santana, com a lei, passa a protagonizar esta iniciativa e se torna referência em todo o país. “É um gesto que acolhe, que aceita e que diz sim ao novo, que não é tão novo assim”. Levantamento realizado entre 2016 e 2017 mostrou que em Feira existem 736 autistas.

O presidente da Câmara Municipal, José Carneiro, disse que a aprovação do projeto demonstra que o Legislativo é produtivo e voltado aos interesses da sociedade. Além de secretários municipais e vereadores, participaram da solenidade representantes do INSS e dos bancos do Brasil, do Nordeste e da Caixa Econômica Federal.

Foto: ACM

Sandro Araújo