Padrasto é preso por torturar e tentar arrancar a orelha de enteado de 4 anos

Um homem, de 28 anos, foi preso na madrugada desta quarta-feira (19), depois de ter torturado e tentado arrancar a orelha do enteado de 4 anos. O caso aconteceu na cidade de Jandaia, que fica localizada na região sul de Goiás.

A polícia foi acionada por vizinhos da casa onde a criança morava, depois que ouviram o choro insistente do garoto. Conforme as informações da Polícia Militar, ao chegarem à residência, não foram atendidos e precisaram pular o muro para ter acesso a criança, que foi encontrada chorando, assustada, sagrando muito, com a orelha esquerda parcialmente cortada, hematomas no olho, boca e barriga, informou o sargento da PM Ademir da Guia Amaral.

O conselho tutelar foi acionado e um conselheiro seguiu com a polícia para o hospital municipal onde o garoto passou pelos exames preliminares e foi transferido para Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira.

O hospital informou que a criança está na enfermaria e tem estado de saúde estável. O menino passou por uma cirurgia para reconstrução da orelha, enquanto sua mãe ficou em estado de choque ao ver o filho tão machucado. A polícia não informou sobre a participação ou não da mãe do menino nas agressões.

O padrasto da vítima foi localizado na casa de um irmão. O homem foi encaminhado para delegacia da cidade onde, confessou o crime, entretanto afirmou que não lembrava a motivação do ataque de fúria porque estava bêbado, afirmou o delegado Daniel Gustavo Gonçalves Moura.

Sandro Araújo