Guarnição da Rondesp estoura fábrica de armas em São Gonçalo; dois morrem durante a ação

Uma ação da guarnição Rondesp/Leste culminou na troca de tiros e duas mortes por auto de resistência, na tarde deste domingo, 30, em São Gonçalo dos Campos.
Osmar Pinheiro

De acordo com a PM, tudo teve início após a abordagem de Osmar da Conceição Pinheiro, na cidade de Feira de Santana, nas imediações da Matriz, quando trafegava em uma moto Yamaha/Fazer, placa policial JRF-8936, detectado em atitude suspeita. Com o suspeito foi encontrada uma submetralhadora de fabricação caseira, que logo informou ter adquirido em uma "fábrica" de armas clandestina em São Gonçalo dos Campos. 

Após a descoberta, a guarnição se deslocou para São Gonçalo e, no local indicado pelo suspeito, uma chácara na Av. José Calos de Lacerda, ao perceberem a presença da polícia elementos tentaram fugir pelos fundos atirando contra os policiais. Na troca de tiros dois suspeitos foram atingidos, socorridos para o Hospital Municipal, mas não resistiram e foram a óbito.
Ainda segundo a PM, dentro da propriedade foram encontrados diversos materiais e acessórios que possivelmente seriam usados para o fabrico de armas artesanais, além de uma espingarda calibre 12. Até o fechamento dessa matéria o SGAGORA não obteve informações sobre o proprietário ou responsável pela referida chácara.
Os corpos de Anderson Lacerda Santos, 29 anos, que morava no bairro Liberdade e Tássio Soares, 32, foram encaminhados para o Departamento de Policia Técnica (DPT) de Feira de Santana.

Por Sandro Araújo

Sandro Araújo