Plano Municipal de Saneamento Básico volta a ser discutido em São Gonçalo

Nessa terça-feira, 31, no auditório da antiga secretaria de agricultura, foi realizado a Oficina de Prognóstico do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). O objetivo é discutir junto aos munícipes quais são os recursos mais viáveis para o município e que atendam a necessidade popular. O projeto faz parte do consórcio Portal do Sertão e contempla 16 municípios, entre eles, São Gonçalo dos Campos.

O Plano Municipal de Saneamento Básico é exigido pela lei 11.445/2017 e torna-se condição obrigatória, a partir de 2019, para os municípios obter recursos federais nessa área. O PMSB engloba o abastecimento de água potável, o esgotamento sanitário, o manejo de águas pluviais e drenagem, o manejo de resíduos sólidos e limpeza urbana.

De acordo com o secretário de agricultura e meio ambiente, Antônio Maia, a gestão participativa é um compromisso do governo Novos Tempos e por isso, a secretaria está procurando ouvir os anseios das comunidades. Segundo ele, o consórcio atua há oito anos, porém São Gonçalo só começou a fazer parte agora devido a iniciativa do prefeito Carlos Germano que por vir da zona rural resolveu olhar com sensibilidade para essa demanda. “Com a participação coletiva podemos muito mais, não só para identificar o problema, mas para trazer soluções e juntos conseguirmos fazer o melhor para o nosso município.”, relatou Maia.
Segundo o coordenador do projeto de saneamento básico do Portal do Sertão, Leandro Leal, o objetivo é identificar os problemas que o município possui, analisar as potencialidades e propor soluções e melhorias para que se possa alcançar um cenário melhor do que o atual num prazo de 20 anos. “Temos ações dentro do plano de curto e longo prazo, algumas ações serão realizadas de imediato, mas a perspectiva é que tudo esteja resolvido a longo prazo”, esclareceu Leandro.

O plano seguirá para uma audiência pública na Câmara Municipal e contará desta vez, com a discussão popular e legislativa para decidir as melhores propostas que devem ser realizadas no município.

ASCOM/PMSG

Sandro Araújo