Prefeito Carlos Germano assina convênio que beneficiam Ong’s em São Gonçalo

O prefeito Carlos Germano assinou nesta quinta-feira (12), em seu gabinete na Prefeitura Municipal de São Gonçalo dos Campos, os termos de fomento para que as instituições sem fins lucrativos, atuantes no município, recebam recursos para realização de projetos voltados para crianças e adolescentes no município.

De acordo com a Secretária de Desenvolvimento Econômico e Social, Márcia Menezes, o prefeito Carlos Germano e a gestão tem buscado dar celeridade aos trâmites legais e necessários para a execução dos repasses as ONGs, além de reconhecer a contribuição destas para a Política da Criança e Adolescente no município. “Foi necessário que as instituições estarem devidamente registradas, regulamentadas e participarem do CMDCA, pois é um ganho para todos, sociedade civil e gestão.”, afirmou Márcia.

Gabriela Peixoto, vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), avalia a reunião como um momento de relevância para o município e destaca a sensibilidade que a gestão Novos Tempos vem mostrando aos trabalhos desenvolvidos pela sociedade civil, como parabenizou os conselheiros do CMDCA pelo empenho que esses vem realizando frente ao conselho.

O ato aconteceu durante uma reunião que teve como objetivo a assinatura dos termos de convênio, celebrando o repasse que as organizações irão receber através do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente fruto de uma doação do grupo O Boticário realizado em janeiro deste ano. O evento contou com a presença da primeira-dama, Stephanie Almeida, da secretária de desenvolvimento econômico e social, Marcia Menezes, da secretária de educação, Elizabete Maciel, da vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Gabriela Peixoto, advogados e os presidentes e representantes da Ong’s Pé de Arte Cultura e Educação (PACE), Associação Comunitária do Gravatá (ACG), Associação de Apoio à Infância e Adolescência Pequeno Mestre (AIAPEM), Instituto Ynsuá Leji (IYL) e Associação de Proteção a Infância e a Adolescência (ASPRIA).

Fonte: Ascom/Prefeitura
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo