Desembargador que tentou libertar Lula trabalhou nos governos petistas com Dirceu e Dilma

Favreto fez parte da equipe do ex-presidente e trabalhou como sub-chefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil 

O desembargador federal Rogério Favreto, que mandou libertar Lula da prisão, tem um vasto currículo de prestação de serviços ao Partido dos Trabalhadores, aos ex-presidentes Lula e Dilma, e ao ex-ministro José Dirceu.

Ele fez parte da equipe do ex-presidente e trabalhou como sub-chefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil, com os ex-ministros José Dirceu e Dilma Rousseff.

Além disso, Favreto foi chefe da assessoria jurídica do Ministério do Desenvolvimento Social quando Patrus Ananias, do PT, era o ministro, e ainda passou pela Secretaria de Relações Institucionais e pelo Ministério da Justiça durante o governo Lula.

Antes, Favreto já havia prestado serviços ao PT quando foi assessor jurídico do ex-prefeito de Porto Alegre Tarso Genro.

No início da tarde deste domingo (8), o desembargador plantonista do TRF4, Rodrigo Favreto, acatou pedido da defesa de Lula e concedeu habeas corpus ao ex-presidente. A medida garantiria a Lula liberdade até que os recursos contrários à condenação fossem julgados no Superior Tribunal de Justiça.

No entanto, o relator da Lava Jato no TRF4, desembargador João Pedro Gebran Neto, após ser acionado pelo juiz Sérgio Moro, decidiu suspender o habeas corpus e manteve Lula na prisão.

Reportagem, Cristiano Carlos
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo