"Com certeza não teria tempo de correr." diz transeunte sobre queda de palmeira em São Gonçalo

A queda de uma palmeira imperial na Av Anibal Pedreira, próximo ao prédio abandonado da prefeitura e o DPM de São Gonçalo dos Campos, serve como um grande alerta para a secretaria de agricultura e meio ambiente, que, parece não dar a mínima importância e cuidados aos jardins e árvores centenárias da cidade, como também todo incentivo necessário ao homem do campos.

A palmeira de aproximadamente 10 metros caiu e chegou a atingir o muro de uma residência. Não há relatos de que alguém estivesse passando pelo local no momento da queda.

"Muito perigoso, já pensou se alguém estivesse passando? Com certeza não teria tempo de correr.", disse o jovem Adriano.

De acordo com informações do ex secretário de meio ambiente, Gabriel Soares, atual procurador geral do município, um trabalho realizado por especialistas detectaram que muitas árvores da cidade estão doentes por causa das ervas de passarinho, pintura do caule e calçamento encobrindo as raízes.

Não é a primeira vez que uma árvore cai na cidade. Em 11 de abril de 2015, um fato do tipo aconteceu na Praça da Matriz, atingindo um carro, uma moto e uma barraca de sorvete. Por sorte pessoas também não foram atingidas. Relembre.

Por Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo