PM baleado na cabeça durante assalto em praça de pedágio é enterrado

Foi enterrado no final da tarde de domingo (1º) o corpo do policial militar baleado na cabeça durante assalto na praça de pedágio, em Candeias, região metropolitana de Salvador. Cristiano Ramos Pinto, de 36 anos, deixa esposa e uma filha.

O PM estava internado em estado grave, no Hospital da Bahia, em Salvador, desde o dia 28 de março, e morreu no último sábado (31). Sob comoção, amigos e familiares foram se despedir de Cristiano Ramos durante o velório em Feira de Santana.

Após o velório, o corpo do policial foi levado em um caminhão dos Bombeiros Militares para o cemitério São João Batista, onde recebeu homenagens de colegas de trabalho. A Polícia Militar enviou uma nota de pesar sobre a morte de Cristiano. Ele trabalhava na PM há mais de seis anos.

Caso

O assalto ocorreu na BA-524 (km-11), conhecida como Canal de Tráfego, em Candeias, região metropolitana de Salvador. Durante o assalto, além do PM baleado, um motorista que teve o carro roubado foi atropelado, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Os assaltantes fugiram, e o crime foi registrado em vídeo pela câmera de segurança da praça de pedágio. Segundo a polícia rodoviária, três criminosos participaram da ação. Os bandidos teriam levado dinheiro e celulares de motoristas e passageiros, além de roubarem também valores da praça de pedágio.

O vídeo da câmera de segurança mostra dois criminosos em ação. Cada um deles aborda um carro, manda os motoristas e passageiros saírem dos veículos e ameaça as vítimas com armas. O vídeo também mostra o momento em que um dos criminosos foge roubando um carro. As imagens não mostram quando o PM é baleado, nem o atropelamento da segunda vítima.

Segundo a PM, testemunhas contaram que um dos assaltantes teria sido baleado e foi socorrido por populares para o Hospital de Candeias. G1

Sandro Araújo