Mãe de estudante reclama de superlotação em transporte escolar de São Gonçalo

Ultimamente, o transporte escolar é alvo de reclamações dentro do município de São Gonçalo dos Campos. Entre uma das queixas realizadas pelos pais e usuários está a superlotação que é motivada pelo fechamento de colégios nas localidades que os estudantes moram.

De acordo com uma mãe de aluno que utiliza esse transporte, as crianças vão em pé porque não há lugar para se sentar e o motivo não é a existência de carona. Segundo ela, o fechamento das escolas aumentou o número de estudantes que utilizam esse transporte e o número de pessoas que utilizam no momento já não é mais proporcional à quantidade que o ônibus comporta. Chuvas e estradas cheias de buraco foram relatadas na tentativa de alertar o cuidado para não ocorrer possíveis acidentes.

A moradora diz que seu filho de seis anos teve que vim no lastro do ônibus ao lado do motorista por falta de lugar e chegou a sofrer um pequeno arranhão na quarta-feira, 25, a secretaria já foi procurada pela mãe para resolver o problema do transporte, mas até o dado momento não se teve posicionamento algum. A moradora declarou que se dirigiu até a secretaria duas vezes e mostrou indignação dizendo que não pediu para o colégio fechar que até abaixo-assinado foi feito para tentar impedir, mas não adiantou e citou também o fato de que se fosse um filho de político da cidade essa situação não estaria ocorrendo.

Em contato com a secretária de educação do município, a senhora Elizabete, fomos informados que a reclamante esteve na secretaria e foi muito bem atendida. Sua reclamação foi repassada para o Sr. Edinho, responsável pelo transporte escolar, que também deu toda atenção e informou que apesar da situação difícil que a prefeitura atravessa, a secretaria juntamente com o governo já estão adotando as medidas necessárias para oferecer melhor atendimento no transporte escolar.

Por Sandro Araújo e Danielly Freitas
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo