Campanha de vacinação contra aftosa começa dia 1º de maio

O Brasil está livre de febre aftosa, mas continua sendo obrigatório vacinar os bovinos e búfalos

A campanha contra a febre aftosa deste ano começará no dia 1 de maio e se estenderá durante todo o mês. A expectativa é que 9 milhões de cabeças sejam vacinadas. Dividida em duas partes, maio e novembro, a primeira etapa alcançará todo o gado em todas as faixas etárias.

Segundo o coordenador da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), serão vacinados todos os bovinos e bubalinos. As vacinas já estarão disponíveis para a revenda a partir do dia 1 de maio e os produtores devem se deslocar até os lugares que são credenciados pela ADAB. É aconselhado que a vacina seja levada em um isopor térmico de forma condicionada com gelo para não perder suas qualidades, e que prendam o gado em horários mais frios do dia, ou no início da manhã ou no final da tarde para evitar estresse aos animais que devem ser vacinados de forma higiênica, um a um, trocando as agulhas para não ter qualquer tipo de problema.

Estão isentos os animais que serão levados para o abate no mês de maio, porém o produtor deve informar na hora de fazer à declaração a quantidade que não recebeu por causa desse motivo. A declaração é feita levando a nota fiscal das vacinas compradas na secretaria da ADAB ou em casa, para a segunda opção é preciso utilizar uma senha fornecida pela agência. Todos os produtores devem fazer a declaração até o dia 10 de junho.

Ainda de acordo com o coordenador da ADAB, o Brasil foi considerado pelo Ministério da Agricultura e a Organização Mundial de Saúde, OMS, área livre de aftosa com vacinação e que agora a meta é fazer uma boa campanha e adquirir o título de área livre sem vacinação que facilitará o comércio exterior.

Por Sandro Araújo e Danielly Freitas

Sandro Araújo