Projetos de estudantes baianos se destacam na Febrace pelo alcance social

O pertencimento do Território de Identidade onde vivem levou os estudantes da rede estadual de ensino da Bahia a desenvolverem projetos de grande alcance social, que estão chamando a atenção dos participantes da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), realizada desta terça (13) até quinta-feira (15), na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP).

Ao todo, nove projetos, que nasceram nas salas de aula no âmbito do projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado, estão sendo apresentados e se destacam por representar tecnologias sociais, de baixo custo e com grande impacto para as comunidades onde os estudantes vivem. Estão presentes na Febrace estudantes de Ilhéus, Itabuna, Poções, Salvador, Barreiras, Alagoinhas, Juazeiro, Valente e Vitória da Conquista.

"A Bahia vem se destacando cada vez mais na Febrace e em outras feiras nacionais e até internacionais, pela qualidade dos projetos apresentados. Isso comprova o potencial dos nossos estudantes e educadores, ao tempo em que revela a prioridade que a Secretaria da Educação do Estado vem dando para estimular o desenvolvimento de projetos de iniciação científica, principalmente com foco em soluções para problemas enfrentados pelas comunidades onde as escolas estão inseridas", destaca o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

Um dos exemplos é um extrato aquoso e etanólico desenvolvido com a folha da alfavaca pelos estudantes Murilo Silva e Fernanda Santos, do Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira, no município de Ilhéus, no sul da Bahia. Os estudantes descobriram, após realização de testes, o potencial antimicrobiano da planta.

“A relevância no nosso projeto está em um problema atual da medicina que é o uso indiscriminado dos antibióticos que gerou bactérias super-resistentes”, explica Fernanda. Já Murilo diz que os testes com o uso do extrato da planta medicinal mostraram a eficácia da alfavaca no combate a algumas superbactérias que causam doenças como pneumonia e infecções graves de pele.

Lista de projetos selecionados para Febrace:

Ação antimicrobiana de extratos aquoso e etanólico de alfavaca (Ocimum Gratissimum) – Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira – Ilhéus;

Análise da eficiência do pó de pet como alternativo da cultura de espécies leguminosas – Colégio da Polícia Militar Antônio Carlos Magalhães – Itabuna;

As nascentes do rio das mulheres – Cuidar para não morrer – Colégio Estadual Eurides Santana – Poções;

Desvendando as regiões da Bahia através da criação de mangás – Colégio Edvaldo Brandão Correia – Salvador;

Gerenciamento dos resíduos sólidos orgânicos da produção de banana para desenvolvimento de bioetanol de segunda geração – Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Rio Grande – Barreiras;

SAB – O caminho para combater o descarte indevido do lixo e os problemas ocasionados a comunidade alagoense – Colégio Estadual Deputado Luís Eduardo Magalhães – Alagoinhas;

Separador alternativo de resíduos: Recycling Truck – Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães – Juazeiro;

Smartcam: Dispositivo de segurança para ultrapassagem – Colégio Estadual Wilson Lins – Valente;

Você tem atitudes sustentáveis? – Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) – Vitória da Conquista.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado

Sandro Araújo