Com direito a missa comemorativa Lira Sangonçalense comemora seus 117 anos

Nesta segunda-feira (19) a centenária Lira Musical Sangonçalense comemora 117 anos de existência no município de São Gonçalo dos Campos. A Filarmônica é considerada para a população como um valioso patrimônio cultural, pois além de fazer parte da história do município, mesmo com dificuldades vem atravessando décadas, gerações, resistindo a tudo durante todo esse tempo e se mantendo viva e presente no dia dia dos Sangonçalense.

Na manhã de hoje (19) dezenas de pessoas compareceram à Igreja Matriz para a missa em agradecimento pela passagem do aniversário da Lira. A celebração foi presidida pelo no pároco do município, o Pe. José Augusto, que na mesma missa também dedicada a São José saudou os trabalhadores e famílias, sendo São José o padroeiro dos carpinteiros, trabalhadores, famílias, dos pais e de toda a Igreja.
Fundada em 19 de março de 1901 por Hanibal Pedreira, José Menezes de Lacerda e João Aurestio Torres, a Sociedade Philarmônica Lyra Sangonçalense como era chamada na época, tem como atual presidente a professora Ana Rita, primeira mulher a presidir essa filarmônica.

"Veja quanta honra, para mim é gratificante a consideração, o carinho o afeto de terem me escolhido a primeira mulher presidente. Mulher em nosso País ainda é minoria, então a gente tem que fazer por merecer, tem que correr atrás, e é isso que a gente pretende junto com o maestro, a diretoria, com o corpo musical iremos elevar a Lira ao patamar que ela merece. São 117 anos de história, de altos e baixos, mas com a ajuda da população nós vamos conseguir chegar lá.", disse Ana Rita.
A Lira Sangonçalense sempre esteve presente em todas as festividades cívicas, religiosas e de tradição como festas de Reis, Lavagens do município, sendo que nos festejos religiosos realizava retretas.

Por Sandro Araújo

Sandro Araújo