Resultado de Enquete sobre São Gonçalo expressa "decepção" da população em 2017

A Enquete - São Gonçalo dos Campos em 2017 foi lançada no dia 22 de dezembro de 2017 e encerrada no dia 5 de janeiro de 2018. Idealizada pelo São Gonçalo Agora, com o objetivo de avaliar o governo municipal de São Gonçalo dos Campos, incluindo gestor, secretariado e vereadores, a Enquete foi compartilhada na internet por meio do Facebook e grupos de WhatsApp, alcançando 275 moradores do município, que responderam a oito perguntas elaboradas pelo portal.

Infelizmente os resultados não são nada bons para o governo "Novos Tempos", que assumiu a prefeitura em 1º de janeiro de 2017, segundo o governo, herdando inúmeros problemas, principalmente financeiros. Durante o primeiro semestre do ano passado (2017) o governo até realizou algumas obras, reformas, fez a Festa do padroeiro, São João e aniversário do município. Porém o segundo semestre foi marcado com sequestro de verbas, queda na arrecadação do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e cortes nos repasses. A prefeitura com a folha ultrapassando os 54%, no máximo, do limite prudencial imposto pela LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) com pagamento de pessoal, logo começou a atrasar salários dos servidores públicos, pagamento dos carros alugados para o transporte escolar, pessoal contratado, a até publicidade.

Esses e tantos outros fatores possivelmente podem ter pesado na conta do governo e o resultado da Enquete, com 275 pessoas participantes e de forma espontânea expressa o que a "opinião pública" pensa do ano de 2017 na administração pública de São Gonçalo dos Campos.

Sobre a gestão municipal, com opções de marcação (regular, excelente, boa, péssima) 88% dos 275 internautas, ou seja, 242 pessoas, marcaram a opção "péssima". 30 pessoas "regular" 10,9%, 2 "boa" 0,7% e 1 pessoa marcou a opção "excelente" o que representa 0,4%.

A pergunta que se refere ao que melhorou ou não no município, com opções "Nada" e Tudo", 269 pessoas marcaram a opção "Nada", o que representa 97,8% das 275 participações.

Quando perguntamos qual nota o participante daria ao gestor municipal, com opções "0, 3, 5, 7 e 10", 75,3% dos 275 internautas escolheram a nota "0" como resposta, seguida das notas "3" 47 pessoas 17,1%, "5" 12 pessoas 4,4% e "7" 8 pessoas representando 2,9%.

Em outra pergunta 94,9%, 261 pessoas disseram não acreditar que a péssima condição em que o município se encontra seja consequência da crise econômica nacional. Quando perguntado então de quem é a culpa, 149 pessoas 54,2% disseram ser do "gestor municipal", 117 42,5% responderam de "todo o governo" e 9 pessoas 3,3% disseram ser dos secretários.

Sobre a atuação dos treze vereadores do município 87 pessoas 31,6% disseram que "nenhum deles" são atuantes. 37 pessoas 13,5% disseram "não saber" e dos treze apenas três tiveram bom resultado. Gilson Ferreira Cazumba (Escurinho) obtendo 21,1% com 58 pessoas o escolhendo, Zé Taba 13,8% com 38 pessoas e Edmundo de Caboclinho 9,8%, ou seja, 27 pessoas.

Os internautas também puderam expressar qual ou quais vereadores não estão correspondendo às suas expectativas. O que chamou atenção foi a quantidade de pessoas que escolheram "não saber" se os edis estão ou não correspondendo, ou seja, 131 pessoas, o que representa 47,6% dos 275 participantes. O vereador Joca aparece com o maior número cliques, 76 correspondendo a 27,6%.

A expectativa para este ano (2018) é boa de acordo com os acontecimentos neste início de ano. Apesar de ainda está havendo atrasos em alguns pagamentos da folha da prefeitura, questões profissionais envolvendo servidores a serem resolvidas, o governo municipal inicia o ano recebendo a visita do Governador da Bahia, Rui Costa (PT), atendendo um convite da presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA), Drª Maria do Socorro Barreto Santiago, para a reinauguração do Fórum Ministro João Mendes. 

Na oportunidade Rui entregou uma ambulância para o município, junto ao prefeito Carlos Germano e vereadores. “Pedi a ambulância ontem e ela já está aí. O governador já ligou para o secretário estadual da Saúde [Fábio Vilas-Boas], e nós vamos sentar para discutir a reforma do hospital do município”, declarou o prefeito.

O governador falou ainda das obras que já foram concluídas na cidade, como o calçamento de uma rua e um Sistema de Abastecimento de Água (SAA) e de outras que serão iniciadas. “Hoje conversamos sobre a nova delegacia, sistema de monitoramento de câmeras, reforma da Escola Polivalente, vários SAA (Sistema de Abastecimento de Água) na zona rural”, anunciou Rui.

Não se pode afirmar que a expectativa melhorou porque o ano (2018) é eleitoral. Mas se tudo realmente for concretizado até antes de outubro, possivelmente, o resultado da próxima Enquete, será diferente. Enquanto isso, observamos!

Por Sandro Araújo

Sandro Araújo