Motorista e cobradora ficam no "fogo cruzado" em tiroteio durante assalto a coletivo em Feira de Santana

Um motorista e uma cobradora da empresa Rosa viveram momentos de muita tensão em poder de dois assaltantes por volta das 14h de sábado (13), quando faziam a linha para a localidade de Candeal II, em Feira de Santana.

O motorista de prenome João contou ao repórter Sotero Filho que logo após o coletivo deixar o Terminal de Transbordo Central, algum passageiro desconfiou de algo e a polícia foi acionada. Uma equipe da Polícia Militar parou o ônibus próximo ao Feira Tênis Clube e fizeram uma abordagem aos ocupantes, mas nada de anormal foi encontrado.

O veículo seguiu seu trajeto normal, mas quando passaram pelo bairro Mangabeira e chegaram na localidade do Candeal, dois jovens anunciaram o assalto, saqueando todos os passageiros e ordenaram que eles descessem, ficando com o motorista e a cobradora em seu poder. A suspeita é uma terceira pessoa que desceu com os passageiros escondeu as armas que estavam em uma mochila.

Segundo o motorista, eles ordenaram que continuasse com o ônibus em movimento. Quando a vítima argumentou que precisaria mudar a bandeira com o itinerário, pois passaria pelos pontos, um dos bandidos demonstrou irritação e atirou destruindo o aparelho de GPS e o quebra sol do veículo. Para o motorista, foram momentos de terror e ficaram em poder deles por quase uma hora e ainda em alta velocidade, levando riscos aos pedestres ou até capotamento com o ônibus.

Ainda de acordo com a vítima, alguém começou a perseguir o ônibus e começou um tiroteio, aumentando as ameaças. “Acelera,acelera, porque se o pessoal chegar perto eu mato a cobradora”, ‘dizia um dos bandidos com a arma apontada para a cabeça da trabalhadora’, de acordo com o motorista. O bandido que aparentava ter menor idade demonstrava mais violência.

Durante o tiroteio que seguiu pela avenida Ayrton Senna, os bandidos acabaram se ferindo, um deles foi atingido no queixo, e quando o motorista acessou o viaduto para a avenida João Durval, já havia uma viatura da 66ª Companhia Independente (CIPM) aguardando. Ao avistarem os policiais, os bandidos largaram as armas e foram apreendidos.

A dupla e as armas apreendidas foram encaminhadas para a central de flagrantes do Complexo de Delegacias do Sobradinho.

O motorista desabafou que em 16 anos de profissão, já foi assaltado, mas nunca passou por momentos de terror como o ocorrido no último sábado. “Eu, de costas. Ele com a arma, dizendo a todo o momento que ia atirar na minha colega e em mim. Então, poxa, eu trabalhador, saí de casa, deixei minha família e vou acabar na mão de um monstro desses?”

Não há informação sobre quem perseguiu os bandidos durante todo o trajeto em que o coletivo ficou sob o domínio dos criminosos. O ônibus ficou com várias marcas de tiros e será periciado pela polícia técnica de Feira de Santana.

Blog Central de Polícia, com informações e fotos de Sotero Filho.

Sandro Araújo