Após prisão PC investiga se acusados tem envolvimento em assassinato no Ouro Verde

Lucas Andrade Vieira, (sem camisa) ex-presidiário e Morador da Rua Vitório, Loteamento Aliança, bairro Sérgio Carneiro, em Feira de Santana, e Iuri Pereira Andrade, morador da Rua das Palmeiras, povoado de Ouro Verde, em São Gonçalo dos Campos foram presos na manhã desta quarta-feira (06), por volta das 06:30h, pelas equipes da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Feira de Santana.

Ação policial ocorreu após recebimento de denúncia que indivíduos estavam praticando roubo de moto nas localidades de Fraternidade, Sergio Carneiro, Boa Hora, Tapera localidades que fazem divisa entre São Gonçalo e Feira de Santana.
Lucas foi preso portando uma arma de fogo, calibre 38. de numeração raspada. Segundo a polícia, o acusado, que saiu do conjunto penal há cerca de 30 dias, após cumprir pena por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas, também é suspeito de ter praticado ou participado do assassinato de Carlos André da Silva Ferreira, ocorrido na manhã de terça-feira (05), na Estrada da Boiadeira, no loteamento Ouro Verde. A polícia investiga se realmente existe ligação do acusado com este homicídio.

OUTRO CASO
Também foi preso pela polícia militar no dia 23 de novembro, o indivíduo Elber João dos Reis Oliveira Carvalho, morador da Rua Usaporonga, bairro Santo Antonio, em Feira de Santana. Segundo a polícia, o acusado estava em um bar no povoado do Magalhães e, ao notar a aproximação da PM foi até o banheiro do estabelecimento e tentou esconder dois aparelhos celulares dentro de descarga.
A PM percebeu a movimentação suspeita do indivíduo, e após revistar o local encontrou os aparelhos, que foram roubados na manhã do mesmo dia na Rua do "Calambaixo", no centro de São Gonçalo. Um dos aparelhos já foi reconhecido pela vítima, que também reconheceu o acusado como um dos autores do roubo. Elber estava em companhia de um comparsa, em um veículo Strada, de cor branca, ambos de dados ignorados.

Todos os presos encontram-se no conjunto penal de Feira de Santana, à disposição da justiça.

Por Sandro Araújo

Sandro Araújo