residencial Salvar Vidas: Doação regular de sangue garante estoques dos hemocentros do País - São Gonçalo Agora

Salvar Vidas: Doação regular de sangue garante estoques dos hemocentros do País

O povo brasileiro é conhecido por ser generoso e companheiro. Com mais de 200 milhões de habitantes e com dimensões continentais, é fundamental que a população brasileira tenha a consciência da importância da doação de sangue. Todos os dias, pessoas precisam de sangue em todas as regiões do país e nem sempre os estoques estão abastecidos. Portanto, é sempre importante doar sangue de forma regular. Quem faz o alerta é o coordenador geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Flávio Francisco Vormitagg.

“Na verdade, nós estamos sempre abaixo do preconizado. Existem épocas em que as doações diminuem. Além das que eu falei, de férias e feriados prolongados, os meses mais frios também sofrem com a diminuição de doações. Então os níveis de doações diminuem, fazendo com que sejam necessárias campanhas e apelos dos hemocentros na mídia para chamar, convocar, convidar, pedir, para as pessoas doarem sangue. O ideal é quem doa sangue doe de forma regular.”

O diretor do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná, o Hemepar, Paulo Hatshback, demonstra preocupação com a situação dos estoques de sangue do órgão.

“Eu acho que a população é solidária, mas acho que tem um esquecimento. Nós estamos tomando algumas providências nesse sentido. A gente sabe que tem períodos cíclicos de queda, mas esse período de outubro não é um período de queda. O mês de setembro eu já vi que estava caindo e outubro, agora, as primeiras semanas, os primeiros 15 dias do mês de outubro deu uma queda, principalmente de segunda a quinta.”

O soldador Antônio Figueiredo, de 50 anos, sempre faz sua parte. Ele mora em Coxim, no Mato Grosso do Sul e doa sangue desde 1995. Antônio fala como se sente ao fazer suas doações.

“Eu vou doar sangue até quando eu puder. Falam que é até os 69, né? Se puder passar, eu passo. Graças a Deus, tenho saúde e é uma coisa que eu faço porque eu gosto de doar sangue.”

Vai ficar aí parado? Siga o exemplo do Antônio. Doe sangue e ajude a estabilizar os estoques dos hemocentros de todo o Brasil. Podemos contar com você? Para ser um doador de sangue é necessário ter de 16 e 69 anos. Menores de idade precisam de autorização dos pais ou responsáveis. Também é preciso ter mais de 50 quilos e estar em boas condições de saúde, além de ter dormido, no mínimo, seis horas nas últimas 24 horas. Doe sangue e ajude a salvar vidas. Para mais informaçõe acesse saude.gov.br/doesangue
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo