residencial Dia Mundial do Diabetes: Soteropolitanos adotam postura positiva após diagnóstico do diabetes - São Gonçalo Agora

Dia Mundial do Diabetes: Soteropolitanos adotam postura positiva após diagnóstico do diabetes

A Abbott, empresa global de cuidados para a saúde, idealizou a pesquisa “Empoderamento do Paciente – importância e desafios”, com 480 brasileiros, de oito capitais brasileiras, entre elas Salvador, diagnosticados com diabetes: doença crônica de grande incidência no país e para a qual o envolvimento do paciente no tratamento é fundamental. O estudo, que marca os 80 anos da empresa no Brasil, convida os brasileiros a refletirem sobre a importância da conquista e manutenção da saúde e seus principais desafios.

A pesquisa revelou que os soteropolitanos com diabetes procuram manter hábitos saudáveis, principalmente quando o assunto é a alimentação. Os entrevistados com diabetes bebem de 6 a 8 copos de água por dia (88%) e tentam diminuir o consumo de sal (86%). A principal motivação para adotar hábitos saudáveis é manter a saúde sob controle (45%).

O levantamento foi conduzido pela Nielsen Shopper Solutions, entre os dias 2 e 20 de junho de 2017, com homens e mulheres acima de 18 anos, das capitais de todas as regiões brasileiras (Manaus e região metropolitana, Fortaleza, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre).

Dia Mundial do Diabetes

O Dia Mundial do Diabetes foi criado em 1991 pela IDF em conjunto com a OMS (Organização Mundial da Saúde), em resposta às preocupações sobre os crescentes números de diagnósticos no mundo.

A data tornou-se oficial pela ONU (Organização das Nações Unidas) a partir de 2007, com a aprovação da Resolução das Nações Unidas 61/225. O dia 14 de novembro foi escolhido por marcar o aniversário de Frederick Banting que, junto com Charles Best, concebeu a ideia que levou à descoberta da insulina em 1921.

Para esse ano, o tema escolhido para a campanha foi “Mulheres e Diabetes: nosso direito a um futuro saudável”
  • Dentre os objetivos da campanha mundial estão:
Incentivar os governos a implementar e fortalecer políticas para a prevenção e controle do diabetes e suas complicações.
  • Disseminar ferramentas para apoiar as iniciativas nacionais e locais para a prevenção e controle do diabetes e suas complicações.
  • Destacar a importância da educação baseada em evidências na prevenção e controle do diabetes e suas complicações.
  • Aumentar a conscientização dos sinais de alerta do diabetes e promover ações para incentivar o diagnóstico precoce.
  • Promover ações para reduzir os principais fatores de risco para o diabetes.
  • Promover ações para prevenir ou retardar as complicações do diabetes. No Brasil, a Campanha do Dia Mundial do Diabetes é organizada pela Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), sendo liderada pelo Dr. Márcio Krakauer.
Acompanhe a Campanha desse ano em nosso site oficial: www.diamundialdodiabetes.org.br
Somente nele você pode acompanhar os eventos que acontecerão em sua cidade e em todo o Brasil.

Confira 5 dicas simples da nutricionista e Gerente Científico da Divisão Nutricional da Abbott no Brasil, Patrícia Ruffo. Algumas delas já estão entre as metas dos soteropolitanos:

NÃO PULE REFEIÇÕES E NÃO FIQUE EM JEJUM DURANTE LONGOS INTERVALOS

Ignorar uma refeição pode afetar negativamente o nível da glicemia, especialmente para quem administra insulina.

Ao fazer uma refeição, é bom ter como objetivo encher metade do prato com legumes e ou verduras (brócolis, cenouras, espinafre). A outra metade pode ser dividida em um quarto de grãos (arroz integral ou lentilha), ou até mesmo por opções como a batata-doce; e o quarto final com proteína magra (peixe, perú ou frango sem pele).

MANTENHA-SE HIDRATADO

Beber água é importante para a saúde geral e bem-estar, mas novas pesquisas1 mostram que a bebida também pode ajudar com as calorias que consumimos. Além disso, a escolha da água pode ser útil para limitar outras bebidas açucaradas que podem ser tentadoras.

SEJA ESPERTO COM OS CARBOIDRATOS

Os alimentos ricos em carboidratos podem fornecer muitos nutrientes bons. No entanto, em comparação com as gorduras e proteínas, os carboidratos têm o maior impacto sobre a glicemia. É por isso que é importante escolher os carboidratos sabiamente e optar por alimentos com baixo índice glicêmico - carboidratos que são lentamente digeridos e não afetam os níveis de glicemia.

PRESTE ATENÇÃO ÀS PORÇÕES

No controle da glicemia é importante verificar não apenas o que, mas também o quanto se come. Algumas orientações simples para estimativa de porções podem ajudar bastante:
Uma xícara = uma mão fechada
1 colher de sopa = o dedo polegar

DIMINUA A VELOCIDADE

O cérebro demora cerca de 20 minutos para avisar o estômago da sensação de saciedade. Quando as refeições são consumidas lentamente, as pessoas comem significativamente menos calorias do que aquelas que comem rápido. Para ajudar a diminuir a velocidade ao comer, a dica é mastigar lentamente.

Por Ligia Leme
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo