residencial Motorista de ônibus que tombou e deixou 5 mortos em Piritiba diz que perdeu controle do veículo - São Gonçalo Agora

Motorista de ônibus que tombou e deixou 5 mortos em Piritiba diz que perdeu controle do veículo

O motorista do ônibus que tombou na BA-421, na região da Chapada Diamantina, deixando cinco mortos, na última quinta-feira (12), prestou depoimento à polícia ainda na quinta na delegacia de Jacobina, no norte da Bahia. De acordo com o delegado Tarcísio Túlio Dantas, o motorista contou que perdeu o controle da direção do ônibus.

"Ele disse que passou por duas curvas e em seguida sentiu que perdeu a aderência da pista e o controle do veículo. Ele disse que trabalhava como motorista de ônibus há cerca de quatro anos e que por dois anos trabalhou fazendo a linha Xique-Xique a São Paulo. Ele conhecia a pista", disse o delegado.

Tarcísio Dantas diz que a polícia trabalha com a possibilidade de defeito no veículo. Existe a informação de que a barra de direção do ônibus quebrou. "Mas só a perícia vai apontar o que realmente aconteceu. O tacógrafo também foi encaminhado para a perícia, para sabermos a velocidade que ele seguia", relatou o delegado.

Conforme Dantas, o caso deve ser encaminhado para a delegacia de Piritiba, cidade onde ocorreu o acidente. O condutor ainda disse em depoimento que o veículo não estava superlotado, e que ele seguia com 46 passageiros no ônibus, que a quantidade limite de pessoas que ele poderia transportar.

Com o tombamento do ônibus, cerca de 30 pessoas ficaram feridas e 20 delas tiveram ferimentos graves. Muitos feridos tiveram amputações, fraturas expostas e traumatismo craniano. Os sobreviventes foram levados para hospitais de cidades próximas.
Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, foram identificados os corpos de Vanessa Diamantino de Almeida, 16 anos, Maria Ruthe Diamantino dos Santos Souza, 48, Margarida Lopes Mascarenhas, 68, e Penélope Pimentel Lopes, 2. Uma vítima do sexo feminino continua com identidade e idades ignoradas.

Segundo a prefeitura de Itaberaba, Vanessa e Maria Ruthe foram enterradas às 9h desta sexta-feira, no cemitério municipal. O sepultamento de Penélope Pimentel está previsto para às 11h e o de Margarida Lopes, para às 15h, no mesmo local e ainda nesta sexta-feira.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que 27 pacientes foram encaminhados para Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador: 18 adultos para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) e nove crianças para o Hospital Estadual da Criança (HEC). Do total de adultos, oito tiveram alta e uma mulher foi transferida para um hospital particular em Feira de Santana, ainda na quinta-feira. Já com relação às crianças, das nove, três foram transferidas para o Hospital Geral do Estado, em Salvador. Segundo a Polícia Militar, uma das crianças que estava no HEC foi transferida de helicóptero para o Hospital do Subúrbio, em Salvador.

Acidente

O ônibus envolvido no acidente foi fretado de Itaberaba e iria levar as pessoas para passar o dia inteiro em Jacobina, na Chapada Diamantina, em um parque aquático. A viagem, organizada por conta do Dia das Crianças duraria cerca de 207 quilômetros. O tombamento ocorreu na altura do Km-17, próximo à fazenda Santa Luzia. O ônibus, que transportava cerca de 46 pessoas, pertence à Empresa de Transportes Macaubense (Entram). Um funcionário da empresa disse ao G1, por telefone, que o veículo foi fretado para a realização do passeio.
A principal suspeita levantada pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE) é de que o ônibus tenha tombado após a quebra da barra de direção.

Por meio de comunicado oficial, a Prefeitura de Itaberaba informou que decretou luto oficial de três dias no município. Também em decorrência do acidente, o governador da Bahia, Rui Costa, cancelou a agenda que teria nesta quinta, em Itaberaba.

Do G1/BA
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo