residencial Após manifesto instituições aguardam que prefeitura agilize liberação de recurso conquistado - São Gonçalo Agora

Após manifesto instituições aguardam que prefeitura agilize liberação de recurso conquistado

As entidades agraciadas com o recurso do Grupo Boticário foram a PACE - Pé de Arte Cultura e Educação, Pequeno Mestre e Associação Comunitária do Gravatá. As três trabalham com crianças e adolescentes oferecendo atividades que abrangem todas as necessidades de aprendizagem e acompanhamentos desses jovens. Juntas apresentaram cada uma seus projetos já aprovados pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente a diretoria do Grupo Boticário, com filial em São Gonçalo dos Campos, o CD - Centro de Distribuição, sendo escolhidos e as instituições agraciadas no final de 2016 com um recurso em cerca de R$ 118 mil reais, que será dividido por três de acordo com o custo de cada projeto.

De acordo com Lívia Castro, que responde pela Pé de Arte Cultura e Educação, o Grupo Boticário depositou a quantia aprovada em uma conta do CMDCA - Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São Gonçalo, e para os valores chegarem até as instituições são necessários alguns tramites que atendem as regulamentações do Fundo do CMDCA e que para isso dependem exclusivamente do setor jurídico da Prefeitura Municipal da cidade para que sejam realizados os procedimentos legais. Perplexa com a demora para a transferência do recurso Lívia informou a nossa reportagem que "quem cuida de criança não tem respeito neste país, ficamos para depois", disse.

Sobre a Pé de Arte, ela informou que a instituição trabalha há 10 anos com atividades que envolvem Arte Educação, Cultura e Educação Ambiental. Um dos principais pontos importantes a relatar sobre a PACE, é que depois de ganhar o Prêmio Regional Itaú Unicef 2011, a instituição conseguiu o apoio do Itaú Unibanco que financiou um projeto em 2013, também via CMDCA. E graças a este recurso o Conselho abriu uma conta e desde então trabalhou com autonomia e parceria dos conselheiros. "Os esforços para que o CMDCA funcionasse sempre foram nossos porque os consecutivos governos sempre estiveram indiferentes a importância do mesmo", finaliza Lívia. 
Fotos da rede social da PACE
No último dia 12 de junho representantes e apoiadores das três instituições realizaram uma manifestação m frente a Prefeitura Municipal, e no mesmo momento em que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social, juntamente com o CRAS e CREAS realizavam uma caminhada em apoio ao Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, comemorado nesta data.

Em contato com o Secretário de Planejamento da prefeitura, o Sr. Vitoriano, fomos informado que no mesmo dia houve uma reunião entre os representantes das instituições e o governo municipal, ficando esclarecido que houve falha do setor jurídico e que a advogada Drª Laís mais uma equipe responsável resolverá o quanto antes o problema.

Por Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

About Sandro Araújo