residencial São Gonçalense preso em Feira confessa assassinato de mulher PM e local onde escondeu seu corpo - São Gonçalo Agora

São Gonçalense preso em Feira confessa assassinato de mulher PM e local onde escondeu seu corpo


A ção teve início após policiais da DRFR - Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Feira de Santana, sob o comando do Delegado André Ribeiro, obterem informações nesta sexta-feira (31) que a Subtenente da PM Wagna Andrade Soares, 49 anos, que residia no bairro Caseb em Feira de Santana, havia desaparecido juntamente com seu veículo, um Hyundai HB20, de cor prata, de placa OUF-4883, licença de Feira de Santana. Após constatação de seu desaparecimento, por volta das 8h desta sexta todas as equipes da DRFR empreenderam diligências no intuito de encontrar o veículo supostamente roubado e sua proprietária.

De acordo com informações da polícia, por volta das 14h, uma das equipes localizou o veículo no 1º andar do estacionamento do Supermercado GBarbosa da rodoviária, em Feira de Santana, sendo que imediatamente equipes da DRFR revezaram-se em campana na espera de que alguém viesse buscá-lo.

Por volta das 22h, com o encerramento das atividades no estacionamento, os policiais colheram informações das características do indivíduo que havia estacionado o veículo e fizeram uma varredura nos hotéis ao redor da rodoviária. Por volta das 23h, foi encontrado no apartamento nº 120 do hotel Aracaju, o indivíduo identificado como Igor Tosta Lopes, que depois de indagado pelos policiais o mesmo confessou que havia matado a Subtenente Wagna com a qual ele disse manter um relacionamento amoroso e, que teria ocultado o corpo na Serra da Putuma em Conceição da Feira.
Corpo da Subtenente da PM Wagna Andrade Soares
As equipes se deslocaram até ao local e comprovaram a veracidade do fato. O corpo de Wagna estava envolto em um lençol, com vários hematomas e um grave ferimento na cabeça, provavelmente feito com uma barra de ferro ou algo semelhante. O levantamento cadavérico foi efetuado pela Delegada Maria Clécia Vasconcelos. Wagna trabalhava no Colégio da Polícia Militar (CPM) Diva Portela. Na residência do acusado em São Gonçalo dos Campos foram encontrados alguns pertences da vítima. Igor Tosta, também conhecido como "Pirata" foi autuado em flagrante e encontra-se à disposição da justiça.
Subtenente da PM Wagna Andrade Soares

Por Sandro Araújo/São Gonçalo Agora
Com informações da DRFR/FSA
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo