Suspeito de matar e enterrar irmãos é preso após embate com polícia - São Gonçalo Agora

Suspeito de matar e enterrar irmãos é preso após embate com polícia

Um homem suspeito de envolvimento na morte de dois irmãos em Conceição da Feira, a cerca de 100 km de Salvador, foi preso na tarde desta sexta-feira (3) após entrar em confronto com policiais militares no município. A informação foi divulgada ao G1 pela Polícia Civil da cidade. Outro homem suspeito de participação no duplo homicídio já foi identificado, mas ainda não foi localizado, segundo a polícia.
Lucas e Izaquiel

O suspeito preso, que não teve identidade divulgada, acabou sendo baleado no confronto com os policiais e teve de ser encaminhado para um hospital de Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, onde permanece internado sob custódia. O estado de saúde dele não foi divulgado.

De acordo com a delegacia de Conceição da Feira, o homem confessou envolvimento no crime e disse que as mortes foram motivadas por uma disputa por pontos de vendas de drogas na região com as vítimas. Anteriormente, testemunhas já haviam dito a polícia que as vítimas tinham envolvimento com o mundo das drogas.

O nome do outro suspeito que está sendo procurado não foi divulgado, segundo a polícia, para evitar atrapalhar as investigações.

Corpos
Os corpos dos irmãos Lucas de Jesus, que tinha 24 anos, e Isaquel de Jesus, de 18 anos, que estavam desaparecidos há três dias, foram encontrados enterrados em uma fazenda do município de Conceição da Feira pelos próprios familiares. As vítimas tinham marcas de tiros pelo corpo. A das vítimas iniciou por conta própria uma busca um local de difícil acesso até encontrar os jovens.

Segundo os familiares, os jovens foram vistos pela última vez na manhã de segunda-feira (27). Os familiares contaram que acharam que os irmãos tinham viajado para Salvador para curtir o carnaval. No entanto, como na Quarta-feira de Cinzas (1º), quando a festa foi encerrada, eles não apareceram, a família resolveu registrar o desaparecimento na delegacia.

Tio das vítimas, o comerciante José Roberto Bezerra conta que, na infância, os jovens costumavam brincar na fazenda onde foram achados mortos e que, por isso, ele e outros familiares resolveram fazer buscas na área.

"A mãe está desesperada, coitada. É uma sofredora. Criou sozinha os meninos com a ajuda da gente. A gente sempre foi família mesmo e sempre ajudamos uns aos outros, mas está todo mundo desesperado", disse José Roberto.

Segundo a polícia, peritos que fizeram a remoção dos corpos disseram que as vítimas apresentavam marcas de tiros. A Polícia Civil informou que, segundo relato de testemunhas, os jovens tinham envolvimento com drogas e que investiga se isso pode estar relacionado com as mortes. Os corpos dos irmãos foram encaminhados para Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana.

Do G1
Compartilhe no Google+

About Sandro Araújo