residencial Fiscais do Ibametro seguem até quarta-feira (15) com a Operação Carnaval - São Gonçalo Agora

Fiscais do Ibametro seguem até quarta-feira (15) com a Operação Carnaval

A poucos dias para iniciar o Carnaval, o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), órgão delegado do Inmetro na Bahia e autarquia ligada a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), coloca o seu bloco de fiscais nas ruas, de 13 a 15 de fevereiro. Entre os produtos alvo da Operação Carnaval estão bebidas alcoólicas e não alcoólicas, largamente consumidas no período, como refrigerantes e cervejas. A fiscalização abrange ainda a camisinha, produto de certificação compulsória, que somente pode ser comercializado com o Selo do Inmetro, sendo que os itens irregulares vão ser recolhidos pelos ficais.

“O nosso objetivo é proporcionar confiança, de modo que as pessoas se sintam seguras na aquisição desses produtos. Uma camisinha não conforme pode trazer desde uma gravidez indesejada até as chamadas DSTs - doenças sexualmente transmissíveis”, alerta o diretor-geral do Ibametro, Randerson Leal.

No caso do preservativo masculino, a fiscalização vai verificar se o produto traz na embalagem o Selo do Inmetro, um atestado de que passou por testes diversos e está adequado ao uso. O diretor explica que é importante checar também o prazo da validade e se a embalagem está intacta, sem alterações como rasgos e arranhões.
Fiscalização de janeiro de 2016 reprovou de 6% dos refrigerantes analisados em laboratório

No caso das bebidas, os fiscais recolhem amostras de várias marcas de refrigerantes, cervejas e outros produtos, em estabelecimentos comerciais como supermercados e mercadinhos de bairro, para realização de exame metrológico em laboratório. O objetivo é verificar se as bebidas estão sendo vendidas com a quantidade correta, ou seja, se o conteúdo dentro da embalagem corresponde ao informado no rótulo.

Randerson Leal explica que o Ibametro realiza a fiscalização contínua de todos esses produtos, sendo que nessa época do ano as ações são intensificadas em função do aumento na aquisição dos itens.

Os consumidores podem denunciar produtos suspeitos para a Ouvidoria do Ibametro pelo telefone 0800 071 1888 (ligação gratuita). Todas as denúncias são apuradas pelo órgão.

Ascom – Ibametro
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo