residencial Pessoa diz que ex-presidente do BNDES pediu 'doações' para campanha de Dilma - São Gonçalo Agora

Pessoa diz que ex-presidente do BNDES pediu 'doações' para campanha de Dilma

Em delação premiada, o empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC, afirmou que o ex-presidente do BNDES Luciano Coutinho fazia pedidos de “doações” ao PT. Pessoa disse que Coutinho pediu que ele procurasse Edinho Silva, então tesoureiro do partido, para fazer as doações. O depoimento foi prestado no mês passado.

Segundo o empresário, a conversa ocorreu em 2014, quando Coutinho era presidente do BNDES. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, Pessoa relatou uma reunião com Coutinho e outros executivos da UTC, na sede do BNDES, para tratar do projeto do aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). A UTC integra o grupo que controla o empreendimento. O empréstimo do banco foi de R$ 1,5 bilhão, aprovado em dezembro de 2013.

Após o encontro, Coutinho teria conversado a sós com os sócios da UTC. Momento esse em que avisou que, a partir daquele momento, deveriam procurar Edinho para tratar de doações para a campanha de Dilma Rousseff, em 2014.

Para a PF, o depoimento mostra indícios de que Coutinho seria responsável por doações eleitorais entre empresários que tinham financiamento junto ao banco. Integrantes do comitê de campanha contaram que Coutinho e o ex-ministro Guido Mantega tinham a responsabilidade de apresentar Edinho a empresários.

O assunto já havia sido abordado em delação do empresário Marcelo Odebrecht, em maio. Ele contou à PF que Coutinho e Mantega cobravam doações de empresários financiados pelo BNDES. Flávio Machado, ex-diretor da Andrade Gutierrez, também confirmou, nesta segunda-feira (25), que foi instado ao doar ao PT após a empresa obter empréstimo do banco.

Luciano Coutinho negou as acusações e disse que nunca se envolveu em questões ligadas a doações eleitorais. Edinho não comentou o depoimento.

Do DP/RJ
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo