residencial Vítima que teve perna amputada após acidente reencontra socorrista que salvou sua vida - São Gonçalo Agora

Vítima que teve perna amputada após acidente reencontra socorrista que salvou sua vida

Na semana passada aconteceu um encontro fantástico entre uma vítima de acidente de moto e seu socorrista em São Gonçalo dos Campos. Jamile Santana, 20 anos, moradora da Tapera, foi vítima de um grave acidente e socorrida pelo socorrista Taffarel em outubro de 2014, em frente a antiga Pousada Centenário, na BA-502, nesta cidade. Ela infelizmente acabou tendo a perna direita amputada.

Além de Jamile, outra vítima de prenome Keliane e um jovem que conduzia uma das motos envolvidas, foram às pressas para atendimento emergencial no (HGCA) Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana.

Na semana passada o encontro foi muito emocionante, pois mesmo após um ano e oito meses Jamile continua em recuperação e ainda tem fortes lembranças do grave episódio.

Para o socorrista Taffarel sempre haverá motivos de emoções; "o estado dela na época do acidente foi muito grave, se eu estivesse chegado 10 minutos após o tempo em que cheguei ela teria morrido. Sua hemorragia estava muito forte, o fêmur sofreu uma fratura exposta e outras em seis ou sete lugares. Perdeu muito sangue. Quando consegui estancar a hemorragia foi um alívio, daí encaminhamos ela para um hospital em Feira de Santana. A outra menina teve fratura exposta no joelho, mas apesar de também ter sido grave foi mais fácil controlar a situação. O condutor teve fratura exposta na mão e estava bem mesmo com o grande susto."

Após ter a perna amputada, Jamile ficou uma semana na (UTI) Unidade de Terapia Intensiva em estado grave, três semanas na (SEMI-UTI), e depois foi transferida para o Hospital Manuel Victorino, em Salvador, onde passou por várias cirurgias.

Uma história triste, porém com o final feliz! Jamile, apesar de sua condição atual, teve a graça de sua vida preservada, assim como as outras duas vítimas. Poucos tem a chance de viver após um grave acidente.

Ainda aguardando a cicatrização interna, Jamile encontra-se feliz e ansiosa para poder usar uma prótese e continuar tocando sua Vida. Enquanto isso, o socorrista Taffarel continua 24 horas à disposição, para chegar rápido e, salvar mais vidas em São Gonçalo.

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo