residencial Detran faz balanço do Maio Amarelo e anuncia operação especial no São João - São Gonçalo Agora

Detran faz balanço do Maio Amarelo e anuncia operação especial no São João

A edição 2016 do movimento mundial pela segurança viária, denominado Maio Amarelo e liderado na Bahia pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA), foi representativa. O órgão conseguiu envolver 80 instituições públicas e privadas no debate sobre a redução no número de acidentes, além de promover eventos e campanhas educativas.

No período, houve o encontro das 33 Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans), o 1º Fórum Maio Amarelo, palestras em empresas de transporte e escolas, blitzes de alcoolemia e campanhas educativas em Salvador e municípios do interior do estado. Sob a coordenação do Detran, o Grupo Gestor do Programa Vida no Trânsito se reuniu para discutir a elaboração de um banco de dados atualizado sobre acidentes na Bahia.

No relatório final das atividades do movimento, o Detran apresentou as ações que devem ser implementadas ao longo do ano, com o objetivo de garantir mais segurança nas vias. A primeira medida prevista é uma grande operação de fiscalização nas estradas durante o São João, em parceria com a Polícia Rodoviária Estadual e Federal, o Esquadrão Águia da Polícia Militar, Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) e órgãos municipais de trânsito.

As blitzes da Lei Seca e a investigação de veículos suspeitos serão intensificadas nas rodovias que dão acesso aos festejos juninos mais procurados. Os detalhes da operação serão discutidos entre os órgãos envolvidos na próxima terça-feira (7), na sede do Detran, em Salvador.

“Além da força-tarefa no São João, temos o Programa de Educação para o Trânsito, que será desenvolvido nas escolas da rede pública de ensino, a 2ª edição da campanha de conscientização para motociclistas, o projeto de apoio social a vítimas de acidentes e a criação do mapa digital de ocorrências no tráfego, que fazem parte do pacote de medidas que serão realizadas junto com nossos parceiros. Tudo isso para reduzir os internamentos nos hospitais e mortes, provocados por imprudências de condutores”, explica o diretor-geral do Detran, Lúcio Gomes.

Fonte: Ascom/Detran-BA
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo