residencial Centro de educação transforma vida de pessoas com deficiência - São Gonçalo Agora

Centro de educação transforma vida de pessoas com deficiência

“Eu não aceitava o autismo do meu filho, mas já estou aqui [no centro de atendimento] há um ano e meio. Depois que ele entrou aqui, mudou 100%”, afirma Tatiana Guedes, mãe de Samuel, de cinco anos. O garoto recebe todo o acompanhamento necessário para o desenvolvimento cognitivo no Centro de Atendimento Educacional Especializado Pestalozzi da Bahia, localizado na Avenida Adhemar de Barros, no bairro da Ondina, em Salvador.

O centro oferece serviços educacionais e psicopedagógicos a pessoas com deficiências físicas ou mentais, por meio da educação especial. Para o professor Silvio Cabral, as atividades educativas proporcionam transformação para pessoas com necessidades especiais. "Você vê um menino que eventualmente chega aqui sendo agressivo e com dificuldade de [manter] interações sociais. E, de repente, você consegue fazer com que ele passe a compreender comandos, se alimentar, ter o mínimo de autonomia. Isso é muito bonito”, afirma o educador em mais um vídeo da série 'Educar para Transformar', produzida pela Secretaria de Comunicação Social do Estado (Secom).
O centro tem parceria com universidades e profissionais autônomos, como fonoaudiólogos, nutricionistas e psicólogos. Juntos, eles atendem as crianças e os pais, lutando contra o preconceito. "Parte do que a sociedade vê é mito, é preconceito. [O autismo] é uma limitação como todo ser humano tem", pontua Ana Paula Nogueira, mãe de Mariana, uma das alunas atendidas na unidade.

Compartilhe no Google+

Sandro Araújo