residencial Moradores denunciam problemas em escola na zona rural de São Gonçalo - São Gonçalo Agora

Moradores denunciam problemas em escola na zona rural de São Gonçalo

Parece que as denuncias envolvendo escolas de São Gonçalo dos Campos não vão ter fim. Depois das visitas do Ministério Público Estadual em escolas e creches municipais desta cidade, levando a promotora de justiça Drª Laíse Carneiro a sugerir reformas gerais, inclusive com a implantação de sistema de refrigeração (ar condicionados) em algumas delas, orientando o governo municipal a optar por investir os recursos dos grandes eventos festivos com contratações de altíssimos cachês em melhorias paras os alunos, tais incentivos têm parecido não ter nenhuma importância. (clique no link azul e relembre).

Após as visitas do MPE aconteceu recentemente a visita do BATV (Rede Globo), em escolas e creches principalmente da zona rural de São Gonçalo. De acordo com a reportagem foi encontrado criança dormindo no chão, cupins na sala, refeitório com apenas apenas 5 cadeiras, falta de ventilação, merenda, limpeza, segurança e etc. (clique no link azul e relembre)

Procurada pela reportagem, a prefeitura informou em nota que começou a reforma as escolas do município, cinco já estão com obras em andamento e posteriormente outras unidades também serão reformadas. Ainda de acordo com a reportagem, a prefeitura se comprometeu em realizar todas as obras em 45 dias. A reportagem foi exibida no dia 12 de abril.
O governo está ainda dentro do prazo, porém as denúncias não param. Nesta terça-feira (24) foi a vez da Escola Emigdia Pedreira de Souza, em Santana do Itaquari, também zona rural da cidade. De acordo com alguns moradores do povoado, que só tem a presença de autoridades políticas para saborear "galinha caipira" ou em épocas de eleição, a escola apresenta os mesmos problemas apresentados pelo BATV. As crianças não têm área de laser, água para beber, limpeza, Infocentro desativado, assim como todos os outros da cidade, muito mato em volta escola dentre outros problemas.

Ainda segundo uma moradora, "a menina que faz a limpeza não coloca água na cozinha para as crianças, que matam a sede pedindo copos d'água em residências vizinhas a escola".

São Gonçalo Agora/Sandro Araújo
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo