residencial Estudantes realizam mutirão contra o Aedes aegypti nas ruas de Feira de Santana - São Gonçalo Agora

Estudantes realizam mutirão contra o Aedes aegypti nas ruas de Feira de Santana

Centenas de estudantes e professores de 76 escolas estaduais de Feira de Santana, a 108 quilômetros de Salvador, realizam um mutirão contra o Aedes aegypti, nesta quarta-feira (20). A comunidade escolar estará nas ruas e ocupará a Praça da Cidade Nova, Praça do Tomba e o estacionamento da sede da Prefeitura de Feira de Santana, para repassar informações e orientações à população sobre o combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e do zika vírus, no chamado Dia D de prevenção e combate ao Aedes aegypti.

A ação, desencadeada pelo Núcleo Regional de Educação de Feira de Santana (NRE-19) em parceria com o Exército, a Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana e a Polícia Militar, também integra 18 municípios que fazem parte do Núcleo. “A comunidade escolar vai sair às ruas levando cartazes e entregando panfletos aos moradores do entorno das escolas. A nossa intenção é fazer com que as pessoas não esqueçam de cuidar do seu espaço para evitar a proliferação do mosquito”, informou o gestor do NRE-19, Ivamberg Lima.

Diversas formas de comunicação serão utilizadas pelos estudantes para informar a comunidade. “Vamos apresentar um flash mob, com 38 alunos, utilizando uma paródia que nós mesmos criamos para sensibilizar os cidadãos sobre os riscos do mosquito”, disse a estudante do 2º ano, Indiana Souza, 15 anos, do Instituto de Educação Gastão Guimarães.

Os estudantes também irão distribuir um repelente natural desenvolvido nas aulas de biologia, conforme explica Geser Pinto, 15, do 1º ano, do Instituto de Educação Gastão Guimarães. “Nós criamos um repelente supervisionado pelo professor e vamos entregar para os visitantes e ensiná-los a produzir em casa”, contou.

“Vamos orientar, através da arte, as formas de combater o vírus”, declarou Luana Damasceno, 15, 3º ano, que vai apresentar, com mais três colegas, uma apresentação teatral.

A gestora do Instituto de Educação Gastão Guimarães, Alfreda Maria da Silva, informou que os estudantes já vêm realizando ações de conscientização de combate ao mosquito mensalmente na unidade. “Realizamos palestras, roda de conversas e ações na própria escola para que os estudantes percebam possíveis focos do mosquito. Eles são engajados nesta ação”, disse.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo