residencial Radialista feirense é conduzido para delegacia após abordagem da PM - São Gonçalo Agora

Radialista feirense é conduzido para delegacia após abordagem da PM

O repórter Luiz Santos foi conduzido para o Complexo de Delegacias do bairro Sobradinho, após sofrer uma abordagem por parte da Polícia Militar, quando estava com sua esposa fazendo compras no Centro de Abastecimento, no início da manhã desta terça-feira (15).

“Um constrangimento muito grande. Chegamos por volta das seis da manhã, no Centro de Abastecimento, como fazemos costumeiramente para o nosso pequeno comércio em Feira de Santana, quando parei o carro só para trocar de motorista e minha esposa levar o carro, a viatura já estava atrás de mim, já desceram da viatura me xingando, me chamando de homossexual, vagabundo, mau elemento e que por isso os assaltos acontecem no Centro de Abastecimento, por conta de elementos como eu”, relatou Luiz.

Luiz ressaltou que foi desacatado e desrespeitado. “Eles diziam: 'você merece ser assaltado' e começaram as palavras,. Eles que disseram que foi desacato, mas eu que fui desacatado e quando disse que não era assim que se tratava um cidadão, eles disseram: ‘você não é cidadão, você é um elemento’”, disse.

O repórter afirmou que não se identificou como radialista, que os policiais verificaram documentação, o veículo e não encontraram nenhuma irregularidade. “Decidiram me conduzir no fundo da viatura, o tempo todo eu tentando dialogar e eles dizendo: você não fale nada, você não é meu irmão, é um elemento”, destacou.

Luiz Santos informou ainda que várias pessoas presenciaram o ocorrido, mas o mesmo não sabe se essas testemunhas teriam coragem de prestar depoimento.

Os policiais responsáveis pela abordagem truculenta são da Base Comunitária da Rua Nova.

Resposta de Adelmário Xavier

O comandante do Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL), coronel Adelmário Xavier, comentou o ocorrido. “A Polícia Militar não trabalha desta forma. Acredito que isso merece ser apurado, já informei ao major Lúcio e deve ser apurado com todo rigor. Ele constatando as palavras do repórter Luiz Santos os policiais serão responsabilizados com certeza. A gente não compactua com este tipo de coisa, eles não estão agindo como foram orientados, como foram formados, não foram orientados para isso. Quero lamentar o fato e dizer que estamos apurando”, declarou.

Sindicato dos Radialistas emite nota a respeito do ocorrido. Leia na íntegra:

NOTA À IMPRENSA

O Sindicato dos Radialistas de Feira de Santana rechaça veementemente a atuação de policiais militares que atuaram na condução à Delegacia do radialista Luiz Santos, após se envolver numa ocorrência de trânsito no interior do Centro de Abastecimento, na manhã desta terça-feira (15).

Luiz Santos, que atua na Rádio Sociedade de Feira (AM), é mais uma vítima do abuso de autoridade praticado contra os cidadãos, embora, claro, essa não seja a orientação do alto comando da Polícia Militar.

Diante de tais fatos, a diretoria do Sindicato dos Radialistas de Feira de Santana apresenta a sua solidariedade ao profissional, como também oferece todos os seus serviços disponíveis aos associados e não associados, a exemplo de apoio jurídico e psicológico.

Valter Vieira

Fonte: Portal Bom Dia Feira, com imagem reprodução.
Compartilhe no Google+

Sandro Araújo